Copa Carmita Dourado de Judô acontece no sábado, no Ginásio Ninimberg Guerra

O evento terá a participação de aproximadamente 400 atletas

Manaus – A terceira edição da Copa Carmita Dourado de Judô, que seria realizada no último sábado (10), foi adiada para o próximo sábado (17), a partir das 8h30, no Ginásio Ninimberg Guerra, localizado no bairro São Jorge, zona oeste de Manaus. O evento terá a participação de aproximadamente 400 atletas.

Entre os atletas que irão disputar a competição, 15 deles fazem parte da Associação Esportiva de Artes Marciais Amazônia (Aeamam) (Foto: Divulgação)

O presidente da Federação de Judô do Amazonas (Fejama), David Souza, explicou o motivo do adiamento da competição.

“A Copa seria realizada às vésperas do feriado do Dia dos Pais, mas a pedidos dos técnicos e atletas que solicitaram o adiamento para poderem se preparar para o dia comemorativo, atendemos e remarcamos o evento para o próximo sábado, no mesmo horário e local”, explicou.

Entre os atletas que irão disputar a competição, 15 deles fazem parte da Associação Esportiva de Artes Marciais Amazônia (Aeamam). A presidente da Associação, Denise Oliveira, falou sobre as expectativas para o evento.

“Estamos vindo de um período de férias, onde nosso primeiro compromisso foi com os Jogos Escolares do Amazonas (JEAs) e conseguimos uma excelente classificação. As expectativas são as melhores e o campeonato servirá como um treinamento para os atletas que foram classificados para os Jogos Escolares da Juventude (JEJ)”, afirmou.

Participação

Atleta da Aeamam, Fabiane Jacaúna, de 15 anos é uma das candidatas para disputar os JEJ. Faixa laranja, a atleta compete na categoria Meio-Médio (até 63kg) e afirmou estar confiante no melhor resultado.

“A Copa irá servir como um treino de luxo para que eu possa aperfeiçoar minhas técnicas e já ajustar o que for preciso para ter o melhor resultado lá fora (JEJ). Estou me preparando há um bom tempo, estou focada, minha sensei está me ajudando bastante e acredito que irei representar bem a minha academia e o judô do Amazonas”, destacou.

Homenagem 

A competição foi criada em homenagem à ex-presidente da Fejama, Carmita Dourado, que sempre se doou pelo esporte e ajudou muitas pessoas por meio do judô.

“A Copa é uma oportunidade a mais para os atletas treinarem, uma vez que estamos em períodos de intensas disputas nacionais. Além disso, queremos principalmente manter viva a memória da querida Carmita Dourado, uma pessoa simples, pacata e altruísta, que deixou muitas saudades para quem dividiu os tatames com ela, mas que permanecerá viva no coração de todos nós”, finalizou o presidente da Fejama.