Raphinha e Paquetá rebatem críticas de Roy Keane sobre danças: ‘vamos continuar’

Ex-jogador Roy Keane criticou a forma como os jogadores da Seleção comemoram seus gols diante da Coreia do Sul

Catar – Raphinha e Lucas Paquetá rebateram as críticas do ex-jogador irlandês Roy Keane que considerou “desrespeitoso” as dancinhas que os jogadores usaram para comemorar seus gols na goleada por 4 a 1 diante da Coreia do Sul. O Brasil ganhou a da seleção coreana, na última segunda-feira (5), no estádio 974, pelas oitavas de final da Copa do Mundo e agora está nas quartas de final onde enfrentará a Croácia.

(Foto: Lucas Figueiredo CBF)

O irlandês, que fez sucesso com a camisa do Manchester United nos anos de 1990, hoje é comentarista de uma TV britânica. Ainda no estádio, o ex-jogador entendeu como desrespeitosa as coreografias depois dos gols. Vini Jr., Neymar, Richarlison e Lucas Paquetá.

“Eu não consigo acreditar no que vejo. Nunca vi tanta dança. É como assistir ao Strictly [Come Dancing, espécie de Dança dos Famosos]. (…) Eu sei que tem o ponto da cultura, mas acho realmente desrespeitoso com o adversário. São quatro (gols) e eles fazem toda vez. A primeira dancinha ou seja lá o que façam, tudo bem. E então o técnico se envolve. Não fico feliz com isso. Não acho isso nada bom – opinou Roy Keane”, disse Keane.

“Problema é de quem não gosta, porque vamos continuar fazendo”, disse Raphinha que não marcou gols no último jogo da Seleção, mas participou das coreografias com os companheiros.Lucas Paquetá também rebateu as críticas de Roy Keane: “na dança, simbolizamos a alegria de marcar o gol. Não fazemos para desrespeitar, não vamos na frente de adversário”. O meia-atacante completou dizendo que a única que o ex-jogador irlandês precisa fazer é respeitar.

“A gente se reúne, pode olhar, todos estão ali e comemoramos. É o nosso momento, o Brasil está comemorando. Se ele não gosta, não tenho muito o que fazer por ele. É um grupo que está feliz em fazer o gol, alegre em conquistar o objetivo. A única coisa que ele tem que fazer é respeitar”, finalizou.

Umas das comemorações que mais viralizaram foi a do gol de Richarlison. Após marcar o terceiro gol da partida, o jogador correu em direção ao bancos dos reservas e, ao lado do técnico Tite, todos fizeram a “Dança do Pombo”.

Tite disse que chegou a ensaiar a dança antes do jogo para tentar se adequar à forma de se comunicar do grupo. “Eles são bastante jovens, e tenho que me adaptar à linguagem deles. E eles têm essa linguagem da dança”, explicou o técnico.

Anúncio