Corrida de rua com treinamento adequado

O esporte democrático, que exige apenas roupas adequadas e um par de tênis, conquistou vários adeptos que expandiram e criaram várias categorias de corrida

Manaus – Participar de uma corrida seja de 5 quilômetros ou uma maratona de 42 quilômetros, requer preparo e acompanhamento de pessoas qualificados para que o hobby ou profissão, não permita lesões. No entanto, antes de ‘pegar’ o tênis e sair correndo por aí, mesmo amadoramente, é preciso consultar profissionais da saúde e principalmente educadores físicos.

Atualmente, a corrida virou febre no Brasil e também em Manaus. O esporte democrático, que exige apenas roupas adequadas e um par de tênis, conquistou vários adeptos que expandiram e criaram várias categorias de corrida. A educadora física e empresária Deise Leão, em 2015, percebeu a necessidade que os amantes e profissionais de corrida de rua tinham em ter um acompanhamento e treinamentos adequados.

Por isso, ela passou a levar uma série de exercícios funcionais, como agachamento unilateral, pranchas, salto no solo e outros como atividades especificas para melhorar o desempenho desses corredores e, principalmente, de concluir uma corrida sem lesão.

“Em 2015, decidi abrir o Studio Run, por compreender que em Manaus se tem diversos grupos de corrida, mas poucos profissionais que realizam o treinamento adequado, o funcional é a melhor maneira das pessoas ganharem resistência e fortalecimento de maneira saudável, além disso trabalhamos com pequenos grupos e treinamentos personalizados de acordo com o objetivo de cada aluno”, contou Deise.

Pensando nessa prevenção, a professora Maria da Paz, 42, procurou o Studio Run. “Vou participar de uma maratona e procurei o local por que quero melhorar minha corrida, sem lesão e concluir o percurso de forma correta”, declarou Maria.

Outro benefício que Maria da Paz destacou é que ela conseguiu passar da faixa de corrida de quilômetros onde saia com joelho machucado e quadril lesionado e, atualmente, faz 21 quilômetros sem nenhuma lesão. Além de ganhar resistência com os treinamentos funcionais, Maria relatou que ganhou magra com os treinos e alimentação adequada.

Pensando nessa prevenção, a professora Maria da Paz, 42, procurou o Studio Run. “Vou participar de uma maratona e procurei o local por que quero melhorar minha corrida, sem lesão e concluir o percurso de forma correta”, declarou Maria.

Outro benefício que Maria da Paz destacou é que ela conseguiu passar da faixa de corrida de quilômetros onde saia com joelho machucado e quadril lesionado e, atualmente, faz 21 quilômetros sem nenhuma lesão. Além de ganhar resistência com os treinamentos funcionais, Maria relatou que ganhou magra com os treinos e alimentação adequada.