Croácia atropela Camarões com show de Mandzukic na Arena da Amazônia

Goleada por 4 a 0 elimina Camarões e deixa o grupo A, que tem ainda Brasil e México, embolado na busca pela classificação. 

Manaus – O tradicional jogo alegre e ‘descompromissado’ de Camarões não foi suficiente para a frieza e  o poderio ofensivo dos croatas. Sem Eto’o, sua principal estrela, com uma lesão no joelho, os camaroneses até assustaram em alguns momentos, mas acabaram sendo ‘atropelados’ pela Croácia por 4 a 0 e deram adeus as chances de classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo de 2014.

Com duas derrotas, Camarões está em último no Grupo A, enquanto a Croácia chegou aos três pontos e encara o México na segunda-feira. Quem vencer estará classificado para a próxima fase. Já a eliminada seleção camaronesa enfrenta o Brasil, no mesmo dia. A seleção de Luiz Felipe Scolari precisa da vitória para garantir a classificação sem depender do resultado da outra partida do grupo.

Precisando vencer para continuar sonhando com a classificação, Camarões começou a partida de maneira ofensiva, assustando principalmente pelo lado direito. Em menos de três minutos, a seleção africana criou duas situações perigosas, e Aboubakar, que substituía Eto’o, aparecia com destaque.

A ousadia dos camaroneses fez a Croácia acordar e abrir o placar logo aos onze minutos. Em bola cruzada pela direita, Mandzukic disputou com o zagueiro e a bola sobrou para Perisic. Ele viu Olic entrando pela direita e deu um passe preciso, e o atacante do Wolfsburg só teve trabalho de empurrar para as redes.

Dominando o meio-de-campo, a Croácia criou ainda duas boas situações de gol, uma Mandzukic e a outra com Perisic, mas ambos falharam nas finalizações. Aos 40 minutos, veio o lance determinante para a partida. Após ótima virada de bola, Choupo Moting e Aboubakar se atrapalharam com a bola. Mandzukic puxou contra-ataque e Song, o mais experiente em campo, parou a jogada como se fosse um violento amador: ele deu uma cotovelada forte, de cima para baixo, nas costas do camisa 17 da Croácia. Expulsão justa e que selou o destino camaronês na partida.

E se a situação já estava difícil, o goleiro Itandje fez questão de piorar. Numa saída de tiro de meta, ele bateu a bola nos pés de Perisic. Sozinho, ele arrancou do meio-de-campo, entrou na área e bateu cruzado, marcando o segundo gol da partida.

Aos cinco minutos, Camarões ainda esboçou uma tentativa de reação com Nounkeu, que após cruzamento da esquerda mandou um balaço de esquerda, que assustou o goleiro Pletikosa. Mas aos 11 minutos, mais um golpe duro nas esperanças camaronesas. Após cobrança de escanteio, Mandzukic, um dos melhores em campo, apareceu sozinho e testou para o fundo das redes, marcando o terceiro gol da Croácia.

Sem pretensões na partida, Camarões se lançou de maneira desordenada ao ataque – e assustou. Dois chutes de Aboubakar passaram perto, e uma bomba de Mbia por pouco não entrou no gol de Pletikosa.

Mas logo os rumos do jogo voltaram ao normal – ou seja, gol da Croácia. Aos 28 minutos, o brasileiro naturalizado croata recebeu a bola na entrada da área e bateu para gol. O goleiro Itandje deu rebote nos pés de Mandzukic. O artilheiro do Bayern de Munique fez o que se espera de um centroavante oportunista e marcou seu segundo gol na partida.

Aos 40, Moukandjo desperdiçou uma grande chance de marcar o gol de honra de Camarões. Aos 43, foi a vez de Takitic desperdiçar uma claríssima chance de marcar o quinto. No lance seguinte, Webo, que havia entrado no segundo, acertou uma cabeçada forte, que foi no travessão.

Restou ao público, que estava animado para gritar mais um gol – de que lado fosse -, fechar esta bela noite de futebol gritando o nome do craque camaronês Eto’o, que tem uma trajetória bem mais gloriosa do que esta incontestável goleada sofrida pela sua seleção.

Anúncio