Daniel Alves chora em depoimento e afirma que bebeu demais

O brasileiro disse que mentiu na primeira versão que deu sobre a noite em dezembro de 2022

Espanha- No terceiro dia de julgamento na Espanha, Daniel Alves, acusado de estupro contra uma jovem de 23 anos em uma boate em Barcelona, prestou depoimento nesta quarta-feira (7). Chorando durante a sua fala, o brasileiro, preso no dia 20 de janeiro de 2023, admitiu que bebeu demais naquela noite. Além disso, confidenciou que mentiu na primeira versão que deu à justiça. Com informações de Jogada 10.

(Foto: Reprodução/ Instagram/ @danialves)

Segundo o relato do “Marca”, jornal da Espanha, Daniel teve dificuldade de completar as frases por conta de seu choro. Além de afirmar que mentiu na primeira versão, de que não teria tido contato com a mulher, porque não queria que a sua esposa soubesse, o jogador disse que não forçou a suposta vítima para ir ao banheiro com ele.

Daniel Alves detalhou que chegou na boate às 2h30. Além disso, afirmou que mudou de camarote no local, utilizando o de número 6. Este contava com um banheiro em uma área reservada por razões de segurança.

O mesmo confirmou que dançou, durante certo período, com duas mulheres, que posteriormente convidaram outras três, entre elas a suposta vítima. Além de Daniel, testemunhas já participaram do julgamento.

Relembre o caso

Daniel Alves foi preso em janeiro de 2023. Desde então, teve quatro pedidos de liberdade negados. O Ministério Público da Espanha pede que o jogador cumpra nove anos de prisão. Enquanto isso, a defesa da vítima pede 12.

Aliás, caso seja condenado, Daniel Alves terá que pagar € 150 mil (R$ 783 mil) à vítima, valor referente a danos morais e psicológicos.

Anúncio