De Itacoatiara para vitórias na Terra do Tio Sam

Itacoatiarense que teve o Jiu-Jítsu lapidado por Marcio Pontes curte fase vitoriosa nos Estados Unidos

Manaus – Uma história de superação, determinação e exemplo de quem venceu na vida! Assim podemos descrever a vitoriosa carreira de Deive Rerison da Silva Fonseca, 38, ou, simplesmente, Deive Fonseca. Praticante de Jiu-Jítsu, desde os 17 anos de idade, o faixa preta da modalidade, há 14 anos, conversou com exclusividade com o Grupo Diário de Comunicação (GDC) direto do Texas, nos Estados Unidos.

Apesar da ascensão conquistada com os próprios esforços, o itacoatiarense, nascido no bairro Colônia, disse que a falta de apoio, infelizmente, ainda impera no desporto. “O esporte no Brasil é difícil por natureza, pela falta de incentivo e etc. Mas, nunca deixei de acreditar que o Jiu-Jítsu poderia mudar a minha vida! Hoje, vejo que tudo valeu a pena e faria tudo novamente”, enfatizou.

Itacoatiarense afirmou que a receita para o sucesso longe de casa foi acreditar no próprio potencial (Foto: Divulgação)

Casado com Socorro e pai de três filhos: Ennara, Igan e Ingra, o atleta contou que, antes de sair do Amazonas, dedicou boa parte de sua vida para manter-se campeão na Arte Suave. “Hoje moro nos Estados Unidos. Contudo, antes de mudar aqui para North Richland Hills, treinei bastante em Manaus, onde iniciei nas artes marciais pelo Judô, isso logo quando cheguei à capital amazonense. Saí muito cedo de Itacoatiara, com meus 8 anos, porque sabia que poderia ter mais oportunidades fora de lá. E foi o que fiz. A academia que me ajudou muito foi a do Márcio Pontes, a quem agradeço demais”, relembrou.

Vida nos EUA

Deive Fonseca está morando há seis meses nos Estados Unidos. Assim como saiu de sua terra natal para buscar melhorias profissionais e pessoais, o mesmo está fazendo, atualmente, pelos filhos, nascidos no Brasil. “Meus filhos são todos brasileiros. Eu os trouxe pra cá com a finalidade de estudarem e é o que está acontecendo”, ilustrou, emendando: “Nunca desista dos seus sonhos”.

Apesar do currículo campeão, Deive segue suas atividades profissionais, a cada dia, muito mais forte. A academia onde ele aperfeiçoa sua ‘pegada’ é a Alliance Keller, “do meu amigo Samuel Snow. Inclusive, recentemente, tive minha primeira conquista na América, há duas semanas, quando disputei o Naga. Fui campeão do Naga”, completou, com o cinturão nos ombros.

Questionado sobre sua posição a cerca dos novos talentos ou dos jovens que estão adentrando nas artes marciais Deive Fonseca apenas afirmou. “Você é a única pessoa que precisa acreditar no seu sonho! Nunca desista dos seus sonhos! Somente isso”, finalizou.

Anúncio