Desempregado, Ochoa espera boas ofertas após atuação

O jogador mostra tranquilidade ao falar sobre o futuro e sabe que tem tempo para decidir para onde vai.

Fortaleza – Eleito o melhor do empate por 0 a 0 entre Brasil e México, na última terça-feira, o goleiro Guillermo Ochoa saiu de campo como herói. O atleta, que está sem clube desde que terminou seu contrato com o Ajaccio, que caiu para a segunda divisão do Campeonato Francês, fez ótimas defesas e parou Neymar. “Uma partida como essa te ajuda a conseguir melhores equipes”, afirmou, feliz da vida pela atuação.

Não que ele não tenha tido outras grandes atuações na carreira, mas uma exibição de gala em Copa do Mundo, contra o Brasil, na casa do rival, em um estádio cheio, foi uma sensação única. “Foi um empate com sabor de vitória. Ter uma atuação dessa sempre ajuda na carreira, ainda mais contra o Brasil. Só que não estou preocupado com meu futuro após o Mundial, deixo isso a cargo dos meus agentes.”

O jogador mostra tranquilidade ao falar sobre o futuro e sabe que tem tempo para decidir para onde vai. Ochoa fez pelo menos três grandes defesas, em jogadas de Neymar e Thiago Silva. “Acho que a cabeçada do Neymar e o chute dele foram minhas principais defesas. Mas sei que não posso relaxar. Tenho de continuar trabalhando e precisamos ir passo a passo”, diz.

Na preparação para a Copa do Mundo, nem estava garantido que ele seria o titular da equipe. Mas uma pancada na cabeça de Jesús Corona no amistoso contra Israel no final de maio fez com que Ochoa fosse promovido a titular. Agora, os companheiros reconhecem o talento do jogador. “O chute de Neymar e a cabeçada foram ótimas defesas”, elogia Corona. O terceiro goleiro Talavera concorda. “Ele é um grande companheiro e tem treinado bem.”

Anúncio