Diretor da OMS diz esperar que Jogos de Tóquio celebrem vitória sobre a Covid-19

Comitê Olímpico Internacional e OMS assinaram acordo para defender estilos de vida saudáveis em todo o mundo

Genebra/Reuters – O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, disse que o comitê “tomará todas as decisões necessárias no momento certo” sobre a realização da próxima edição dos Jogos Olímpicos, programada para julho de 2021.

Acordo entre representantes do COI (à esquerda) e OMS foi assinado no último sábado (16), em Genebra, na Suíça (Foto: Christopher Black/WHO/Direitos Reservados)

Bach deu esta declaração no último sábado (16) após assinar um acordo com o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), o etíope Tedros Adhanom Ghebreyesus, em Genebra (Suíça), para defender estilos de vida saudáveis. O presidente do COI afirmou que, neste momento, um ano e dois meses antes da cerimônia de abertura do evento, “ninguém pode realmente dar uma resposta confiável sobre como será o mundo em julho de 2021”.

A OMS teve papel decisivo ao compartilhar conselhos técnicos com o COI durante as discussões que levaram ao adiamento dos Jogos Olímpicos, e continua a dar conselhos, pois reúne conhecimento e compreensão adicionais sobre a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Acredito que, se o mundo lutar com unidade e solidariedade global, pode fazer a diferença antes disso, antes das próximas Olimpíadas, e esperamos que Tóquio seja um lugar no qual a humanidade se reúna após o triunfo sobre a Covid-19”, declarou Ghebreyesus.

O COI e a OMS disseram que seu acordo é um esforço para promover estilos de vida saudáveis, incluindo atividade física, esporte e recreação ativa, como uma ferramenta para a saúde em todo o mundo.