Fajardo diz que vaga na final é ‘merecida’

Técnico do Manaus FC tem aproveitamento de campeão à frente da equipe e ressaltou que bastidores foi fundamental para que a conquista da vaga na final ‘viesse de forma natural’

Manaus – Após a vitória por 1 a 0 sobre o Jacuipense-BA, no último sábado (3), na Arena da Amazônia, os jogadores do Manaus FC tiveram o domingo de descanso e, nesta segunda-feira (5), retomaram os treinos no campo do 3B, bairro Aparecida, no centro da capital. Todos os atletas estiveram à disposição do técnico Welington Fajardo.
O clima ainda é de ‘lua de mel’ no Gavião do Norte com a classificação garantida para a final da Série D do Campeonato Brasileiro diante do Brusque-SC.

O comandante esmeraldino disse ao GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) que o momento vivido pelo time amazonense não é por acaso e sim por merecimento. “De tudo que a gente vê no dia a dia, é que o time tá sendo merecedor. É a melhor campanha da competição. Isso é muito bom, por quê? É o time que liderou a competição e tá chegando na final. Muitas vezes o time que liderou no primeiro mata-mata cai logo. Sinal que o que está acontecendo com a gente é produção, é merecimento”, ressaltou Fajardo.

O Manaus FC joga contra o Brusque, no domingo (11), em Santa Catarina (Foto: Yago Frota)

O treinador do Gavião do Norte reforçou que a organização e o esforço de todos os envolvidos no clube fizeram com que o resultado positivo acontecesse naturalmente. “O trabalho começou no dia 22 de fevereiro. Então, graças a Deus, um trabalho que encaixou muito bem, com o apoio de toda a diretoria, apoio dos jogadores, apoio da imprensa, né?… da torcida. A gente tá caminhando, produzindo o que é mais importante. Eu sempre falo pros atletas que a gente tem que ser merecedor. Se a gente não for merecedor, a gente não consegue o resultado”, completou.

Welington Fajardo falou, também, sobre o desempenho satisfatório do Manaus sobre o seu comando dentro da quarta divisão nacional. “Nós temos quase que 80% de aproveitamento sobre o meu comando. Eu sou um cara humilde, um cara tranquilo e sou muito realista. Quer dizer, eu vejo assim, que era um jogo da vida que eu passei pra eles (jogadores). Era um jogo que representava não Manaus, mas representava o estado do Amazonas. Eu deixei isso bem enfatizado na minha preleção. Nós temos que dar a vida por este estado que está longe do futebol há muitos anos. Vamos buscar o título!”, finalizou.

O primeiro jogo da final entre Brusque e Manaus será no domingo (11), em Santa Catarina. O duelo da volta acontece uma semana depois, na Arena da Amazônia.

Anúncio