Fast Clube fica no 0 x 0 contra o Rio Branco-AC

O próximo duelo do tricolor amazonense será contra o Bragantino-PA, nesta quarta-feira (30), as 16h, no Estádio Diogo, na cidade de Bragança inteiro do Pará

Manaus – Apesar de comandar a partida do início ao fim, o Fast Clube não saiu do empate em 0 a 0, no duelo contra o Rio Branco-AC, na noite deste sábado (26), no Estádio Ismael Benigno, a Colina. A partida é válida pelo Campeonato Brasileiro Série D.

(Foto: Patrick Vieira)

O próximo duelo do tricolor amazonense será contra o Bragantino-PA, nesta quarta-feira (30), as 16h, no Estádio Diogo, na cidade de Bragança inteiro do Pará. O trio de arbitragem será formado por Samuel dos Santos Santos (AP) como principal e os assistentes Acacio Menezes Leao (PA) e Robson João dos Reis (PA).

O Jogo

O primeiro tempo começou agitado para o time do Fast Clube. Logo aos 3 minutos Davison ajeitou de peito para Emerson Bacas finalizar, a bola saiu tirando tinta da trave.

Dois minutos após o lance, mais Rolo Compressor. Bernardo fez ótima jogada ela direita e cruzou, Daivisom se livrou da marcação e finalizou de cabeça, mas a bola saiu pela linha de fundo

O jogo apesar de intenso, ficou com a maior posse de bola do tricolor amazonense, que criou várias oportunidades, mas não acertava o passe final para a finalização. O time do Tio Branco ficou totalmente recuado e teve algumas chances em bolas paradas.

Outra chance de abrir o marcador só aconteceu ao 32 minutos, mais uma vez com o Fast. Italo cobrou escanteio curto e Bernardo finalizou cruzado, a bola bateu na rede pelo lado de fora.

O time da casa voltou a achar o caminho do gol, tanto que aos 38 minutos, Souza puxou o ataque e passou para Italo que tocou para Daivisom dentro da área, ele finalizou dividindo com o zagueiro e o goleiro do Rio Branco, Bruno foi fazer a defesa.

O último lance do primeiro tempo, já foi nos acréscimos. Aos 46 minutos, mais uma vez Souza cruzou, a bola passou pela área e sobrou com Denis Pedra, sozinho, desperdiçou se não, a melhor chance do Fast no primeiro tempo.

(Foto: Natasha Pinto/GDC)

Já na volta do segundo tempo, o ritmo foi mais mais contido e o Fast trabalhou mais a bola. Do outro lado, o Rio Branco-AC começou a buscar a partida e dificultando a saída de bola do tricolor.

Mas aos 13 minutos do segundo tempo, o Rolo Compressor chegou dessa vez com Bacas e recebeu lançamento e foi da intermediária até a grande área, mas demorou para finalizar e o chutou foi travado. Na sobra, a bola sobrou com Charles que finalizou para fora.

Aos 18 minutos, Charles tocou para Souza que cruzou e de cabeça Bernardo teve outra chance de abrir o marcador para o tricolor no segundo tempo.

Já aos 28 minutos do segundo tempo, mias Fast Clube. Souza cruzou, o zagueiro Benedito cortou, mas quase fez contra. Já com 34 minutos do segundo tempo regulamentar, Daivison cruzou e João Paulo de cabeça, botou pra fora, outra chance desperdiçada.

Já com 37 do segundo tempo, Daivison cruzou e a bola sobrou pra Negueba na esquerda, ele tirou a marcação e finalizou, mas o goleiro Bruno fez a defesa.

Já aos 44, minutos outra oportunidade para o Fast Clube, Souza cobrou falta a bola resvalou e Bruno espalmou pra escanteio, outra ótima defesa. Quatro minutos depois, Bernardo recebeu ótimo cruzamento da esquerda, mas cabeceou nas mãos do goleiro Bruno, para fim de jogo.

Anúncio
Anúncio