Fast enfrenta Atlético Acreano por permanência no G4 nesta quarta-feira

Rolo Compressor tem a chance de dar fim a sequência de empates que já dura três partidas, nesta quarta-feira (21), às 18h, na Colina

Manaus – O Fast Clube entra em campo, nesta quarta-feira (21), às 20h, no Estádio da Colina, para enfrentar o Atlético Acreano, em jogo válido pela oitava rodada do Grupo A1 da Série D do Brasileirão. No último jogo, contra o mesmo adversário, só que na casa do adversário, o jogo acabou empatado em 2 a 2.

O Rolo Compressor chega para este compromisso vindo de três empates seguidos. Nos últimos dois jogos, a equipe começou vencendo, teve várias oportunidades de aumentar o placar, mas acabou cedendo o empate.

O Tricolor do Boulevard está na quarta posição com 10 pontos ganhos e precisa da vitória, em casa, para seguir entre os quatro primeiros da chave. Além disso, em campo, estarão as equipes que mais empataram na competição. A equipa acreana empatou cinco jogos enquanto os amazonenses terminaram a partida empatada em quatro oportunidades.

Atacante Daivison está escalado para o duelo de logo mais (Foto: Antônio Assis/FAF)

Desta vez, o Fast Clube não poderá contar com os volantes Denis Pedra e Pelezinho, machucados e também com o volante Dadá, que pediu liberação do clube para poder cuidar de sua mãe que sofreu um AVC. Dadá, de 36 anos, foi contratado nesta temporada pelo Fast, disputou 13 partidas entre estadual, Copa do Brasil e Série D e fez seu único gol coma camisa fastiana contra o Bragantino (PA), pela Série D.

Apesar das baixas, o Rolo Compressor pode ter a reestreia do atacante Ronan. Ele veio de empréstimo do Brusque (SC) e só não atuou na última partida porque o exame que fez para a Covid-19, não ficou pronto a tempo de viajar com a delegação. Essa é a terceira passagem do jogador no clube. Em 2016, foi destaque da equipe que foi campeã estadual após 45 anos de jejum.

Do outro lado, o Atlético Acreano não vai poder contar com o artilheiro do campeonato acreano deste ano, o atacante Ciel, que trabalha em um frigorifico há 12 anos e não pode deixar o trabalho para viajar com a equipe.

Os outros desfalques são o zagueiro Renato Camilo, com lesão no joelho e o atacante Marcus Vinicius, com o tornozelo lesionado. Entretanto, o volante Weverton e o meia Diego Costa, voltam de suspensão e estão à disposição.

Anúncio
Anúncio