Ferrari revela carro para temporada de 2022 da Fórmula 1; veja fotos

Ferrari manterá o espanhol Carlos Sainz Jr. e o monegasco Charles Leclerc como pilotos

São Paulo – A Ferrari apresentou nesta quinta-feira (17) o F1-75, carro com o qual competirá na temporada 2022 da Fórmula 1, que começa em março. Além de homenagear os 75 anos da criação de seu primeiro carro de corrida, a marca italiana manteve o seu tradicional vermelho, porém, em um tom mais forte, incorporando também mais do preto na pintura. Para o próximo campeonato, a escuderia manterá o espanhol Carlos Sainz Jr. e o monegasco Charles Leclerc como pilotos.

Ferrari revela carro para temporada de 2022 da Fórmula 1 (Foto: Divulgação / Scuderia Ferrari)

No design, além das cores, destacam-se a mudança nos sidepods, que apresentam cavidades, a asa dianteira mais angulada e o bico mais “pontudo” que os modelos apresentados por equipes rivais.

“(O bico) Parece enorme sem as aletas, o que é estranho porque temos usado isso nos últimos anos. Então sim, é bem diferente”, comentou o monegasco Charles Leclerc. Tal qual já tinha sido antecipado, o uniforme dos pilotos traz também essa combinação de cores, com uma grossa faixa preta no peito e na metade superior das mangas também.

O que já dava para notar do novo carro pela foto vazada é que a asa traseira em formato de lona e a barbatana mais cumprida fazem com que se assemelhe mais ao bólido da Alfa Romeo, que apareceu camuflado em shakedown realizado justamente em Fiorano, pista da Ferrari. Além disso, a lateral apresenta guelras, algo que a Aston Martin mostrou no AMR22. A frente do carro segue um mistério para o lançamento.

A Ferrari foi uma das equipes mais afetadas pela redução do teto orçamentário e, em algumas oportunidades, fez questão de deixar claro que queria poder gastar mais no desenvolvimento de um carro totalmente novo.

“Se você comparar com 2018 ou 2019, acho que vamos ver menos novidades durante o ano. Naquelas temporadas, as grandes equipes tinham algo novo cada duas corridas. Parece difícil, na nossa visão, ter uma grande quantidade de alterações com as limitações que existem”, disse Laurent Mekies, diretor-executivo do time, em entrevista ao site Autosport.

A temporada 2021 terminou com um final feliz para a Ferrari que, superado o declínio de 2020 – quando ficou em sexto lugar, pior resultado dos últimos 40 anos -, conseguiu retomar a vaga entre as três maiores forças do campeonato de construtores. O time teve a também fortalecida McLaren como rival, mas aproveitou a má fase do time britânico na segunda metade do ano e deslanchou.

Agora, o objetivo é ir além: o time não aparece na disputa pelo título desde 2018, quando tinha Sebastian Vettel como protagonista no embate contra Lewis Hamilton e a Mercedes, e encara um jejum de mais de dois anos – o último triunfo da escuderia italiana foi com Vettel, no GP de Singapura de 2019.

O próximo lançamento já acontece nesta sexta-feira (18), com a Mercedes fazendo uma das apresentações mais esperadas do ano.

Anúncio