Flamengo enfrenta River Plate neste sábado pela final da Libertadores

Rubro-Negro tem pela frente o ‘papa-títulos’ da Argentina que, nos últimos anos, venceu tudo que disputou

Lima – Apoiado por milhares de torcedores em Lima, no Peru, o Flamengo tentará acabar com o jejum de 38 anos e enfim voltar a levantar a taça da Copa Libertadores. Com um elenco milionário e comandado pelo técnico português Jorge Jesus, o time rubro-negro encara o River Plate hoje, às 16h (de Manaus), na capital peruana, na primeira edição do torneio continental com decisão em jogo único.

Flamengo terá força máxima na luta pelo título (Foto: Conmebol/Divulgação)

A expectativa é repetir o feito de Zico, Andrade, Junior, Adílio e companhia, que em 1981 ergueram de maneira inédita o troféu do torneio. Na ocasião a decisão aconteceu na melhor de três partidas contra o Cobreloa. O Flamengo venceu o primeiro diante de mais de 100 mil torcedores no Maracanã por 2 a 1, com dois gols de Zico. Perdeu o segundo no Chile por 1 a 0 e, na finalíssima, no estádio Centenário, no Uruguai, bateu o adversário por 2 a 0, com novo show do camisa 10 da Gávea, que anotou os gols da partida.

Longe de casa

Mesmo distante do Rio, o Flamengo sabe que terá o apoio da torcida na capital peruana. “A gente sente o carinho, o respaldo de todo torcedor. Essa torcida é maravilhosa e única. A gente tem que estar tranquilo porque não pode entrar no jogo de forma diferente do que vem fazendo durante todo o ano”, afirma o meia uruguaio Arrascaeta.

O apoio da torcida será um peso ainda maior por se tratar da inédita final em jogo único. Para Arrascaeta, a presença dos flamenguistas e o caráter ainda mais decisivo da partida vão transformar o ambiente do estádio. “Será um dia muito especial para todos nós podermos participar desse evento. É incrível o que estamos vivendo no dia a dia. Acho que vai ser um caldeirão aquele estádio lá, com duas torcidas que vão querer ficar na história”, explicou.

O Flamengo chega embalado para a decisão com uma invencibilidade que já dura três meses e meio. A escalação não é mistério para ninguém. Do outro lado, o River Plate vai em busca do bicampeonato e carrega um histórico de eliminação contra brasileiros. Na semifinal do ano passado despachou o Grêmio e na atual edição, mandou o Cruzeiro para casa na decisão por pênaltis.

“Sabemos que vamos enfrentar um grande rival e um excelente treinador que vem fazendo um grande trabalho”, diz Arrascaeta ao se referir ao técnico Marcelo Gallardo, que levou o River ao título em 2015 e 2018.

No entanto, apesar da experiência do River, que busca o quinto título no torneio, Arrascaeta exaltou a qualidade dos jogadores do Flamengo. “Temos um elenco muito forte. É um grupo muito unido e muito forte. Vai ser uma partida linda, com duas equipes que buscarão a vitória a todo mundo”, analisa o jogador uruguaio.

Anúncio