Fórmula 1 confirma etapa brasileira em São Paulo até 2025

Edição da prova do ano que vem, que tem novo nome, Grande Prêmio de São Paulo, será em novembro no autódromo José Carlos Pace (Interlagos)

São Paulo – A Fórmula 1 anunciou que o autódromo José Carlos Pace (Interlagos), em São Paulo, continuará a receber a etapa brasileira do circuito mundial até 2025. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira (16), a categoria informou que a prova passará a se chamar Grande Prêmio de São Paulo e que a edição do ano que vem está marcada para 14 de novembro, sendo a antepenúltima do calendário de 2021, que ainda será homologado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).blank

“O Brasil é um mercado muito importante para a Fórmula 1, com fãs devotos e uma história longa no esporte. A corrida no Brasil sempre foi um destaque para fãs, pilotos e parceiros. Esperamos proporcionar aos torcedores provas excitantes em Interlagos, tanto em 2021 como nos anos seguintes”, afirmou o presidente da categoria, Chase Carey, no comunicado.

São Paulo recebe a etapa brasileira da Fórmula 1 em Interlagos desde 1972. As exceções foram 1978 e o período entre 1981 e 1989, quando a corrida foi disputada no Rio de Janeiro. Em 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a prova foi cancelada. A capital fluminense concorria para receber o Grande Prêmio a partir do ano que vem, em um circuito que ainda será construído em Deodoro, zona oeste do município. A falta de licença ambiental impediu o início das obras do autódromo carioca.

Segundo a prefeitura de São Paulo, análise da Fundação Getúlio Vargas (FGV) identificou que a última edição do evento (2019) teve impacto econômico de R$ 670 milhões na cidade, com 8,5 mil postos de trabalho criados, relacionados especificamente à prova. “Temos estudos que mostram que para cada um real investido no GP de São Paulo, temos retorno de R$ 5,20 para a economia local”, comentou o prefeito Bruno Covas em nota à imprensa.

O agora GP de São Paulo passa a ser promovido pela Brasil Motorsport, que pertence à Mubadala, empresa global de investimentos com sede em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos). A nova promotora substitui a International Publicity (Interpub), cujo contrato com a Fórmula 1 se encerra neste ano.

“O brasileiro é aficionado por esportes a motor e velocidade e o Brasil tem uma tradição de ter grandes pilotos, o que criou uma grande legião de fãs do esporte no país. Acredito que a partir da experiência que temos com importantes marcas globais, podemos fazer um grande trabalho unindo esporte, marcas e entretenimento. Vamos proporcionar novas experiências para o público”, concluiu Alan Adler, executivo sênior da Brasil Motorsport, também no comunicado da Fórmula 1.

Anúncio