Atlético-MG sofre, mas vence o Athletic e assume a liderança no Mineiro

Com o resultado, o Atlético alcançou os 16 pontos e, assume provisoriamente a liderança do Campeonato Mineiro

São Paulo – Com vários titulares preservados para a partida da Supercopa, domingo (20), diante do Flamengo, em Cuiabá, o Atlético-MG sofreu muito, mas derrotou o Athletic, por 1 a 0 com gol de Hulk, em pênalti duvidoso, aos 48 minutos do segundo tempo, e assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Mineiro.

(Foto: Reprodução Instagram Atlético)

Com o resultado, o Atlético alcançou os 16 pontos, contra 15 do Cruzeiro, que joga na quinta-feira (17) contra o Uberlândia. O Athletic continua com 13, em terceiro lugar.

O primeiro tempo mostrou o porquê das duas equipes estarem com a mesma pontuação no campeonato. Os 45 minutos iniciais foram bastante disputados, com direito a várias faltas ríspidas dos dois lados.

O Atlético começou melhor, explorando a boa fase de Keno pela ponta esquerda. Com dois minutos, o atacante quase abriu o placar, ao encobrir o goleiro Pedrão, mas a zaga salvou em cima da linha.

Dylan, Tchê Tchê também tiveram boas oportunidades para abrir o placar, mas foi com Calebe que o atual campeão brasileiro e da Copa do Brasil quase fez o primeiro gol da noite, ao cabecear no travessão.

O Athletic demonstrou muito boa organização tática e toque de bola apurado, o que fez diminuir a pressão do Atlético após os 15 primeiros minutos. Willian Mococa foi o destaque do time de São João del Rei, ao ‘brigar’ muitas vezes sozinho com a zaga atleticana. O veterano Ricardo Oliveira, de 41 anos, mostrou mobilidade e dificultou a marcação do zagueiro Igor Rabello.

Debaixo de forte chuva, o Atlético-MG voltou para o segundo tempo com uma marcação mais forte na saída de bola do Athletic. A tática não deu certo e ainda propiciou alguns contra-ataques para o adversário.

O técnico Antonio Mohamed, que havia colocado em campo Ademir no intervalo, escalou também Hulk, Savarino e Nacho. A pressão do Atlético aumentou, mas a dificuldade em furar o bloqueio adversário permaneceu complicada. O jeito foi aproveitar as bolas paradas. Aos 30 minutos, Hulk bateu bem uma falta, mas Pedrão foi melhor e espalmou para escanteio.

O Atlético tentou até o fim o gol da vitória. Hulk buscou jogadas pelas laterais e Nacho perdeu duas boas oportunidades para garantir os três pontos.

Mas aos 46, o juiz viu pênalti de Sidimar em Ademir. Hulk, aos 48, bateu e marcou o gol que garantiu a vitória e a liderança do Mineiro para o Atlético.

Anúncio