Clubes da série B aprovam limite para troca de técnicos no Campeonato Brasileiro

Proposta da CBF, aprovada pelos clubes, prevê troca de técnico apenas um vez durante a competição. Torneio começa em 28 de maio e vai até 27 de novembro

São Paulo – Assim como na Série A, a Série B do Campeonato Brasileiro terá limite para troca de treinadores. A proposta da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi aprovada pelos clubes no conselho técnico da competição deste ano, com início previsto para 28 de maio e término em 27 de novembro.blank

O time que demitir o técnico com o qual iniciou o certame só poderá inscrever mais um profissional para o cargo até o fim da competição. Em caso de nova demissão, o substituto tem de ser alguém que já esteja no clube há pelo menos seis meses. Da mesma forma, o treinador que se demitir não poderá fazê-lo novamente no mesmo campeonato. Caso contrário, não poderá ser inscrito por outra equipe nesta mesma edição da Série B.

 

No cenário em que o comandante é quem pede para sair, a agremiação não sofre com a limitação para trazer um novo profissional. O mesmo acontece com o técnico que for mandado embora. Ao longo das 38 rodadas da última edição da Série B, foram 30 mudanças de treinadores, sendo 21 demissões.

“Ficamos satisfeitos que ela (medida que limita a troca de técnicos) seja implantada simultaneamente nas duas principais divisões do Brasileirão. A medida vai permitir a realização de trabalhos mais estruturados por parte dos treinadores e uma maior estabilidade técnica e financeira para os clubes”, disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo, em depoimento ao site oficial da entidade.

Tabela divulgada

Após o conselho técnico, foi revelada a tabela da Série B de 2021. Uma das atrações da edição deste ano, o Vasco inicia a luta para voltar à primeira divisão em casa, contra o Operário-PR. Outro grande rebaixado em 2020, o Botafogo estreia como visitante diante do Vila Nova, atual campeão da Série C. Coritiba e Goiás, que também caíram da última Série A, pegam Avaí (casa) e Sampaio Corrêa (fora), respectivamente.

Sem ter conseguido conquistar o acesso em 2020, o Cruzeiro tem o Confiança, em Aracaju, como primeiro rival em mais uma temporada na Série B. De volta à segunda divisão após 32 anos, o Brusque recebe a Ponte Preta na primeira rodada. Outro que retorna ao segundo escalão depois de longo tempo (13 anos) é o Remo, que debuta contra o CRB, em Maceió.

O duelo entre Cruzeiro e Vasco está marcado para a sexta rodada, em Belo Horizonte, enquanto o embate envolvendo a Raposa e o Botafogo será na 11ª, no Rio de Janeiro. O clássico entre cruzmaltinos e alvinegros foi marcado para a 15ª rodada. Destaque, ainda, aos duelos goiano (Vila Nova e Goiás, na sétima rodada) e alagoano (CSA e CRB, pela nona rodada).

A tabela ainda será detalhada, com a distribuição das partidas pelos dias e horários.

Anúncio