Colômbia descarta entrada de voo da Seleção Brasileira em meio à pandemia

O ministro da Saúde da Colômbia, considerou o risco da disseminação da Covid-19, pois estudos sobre a variante brasileira mostram que ela é cinco vezes mais contagiosa

Colômbia – O ministro da Saúde da Colômbia, Fernando Ruiz, descartou nesta sexta-feira (05) a possibilidade de autorizar a entrada de um voo fretado com a seleção brasileira de futebol para a disputa de uma partida das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2022 contra o time da casa.blank

O confronto está programado para o dia 26 de março no estádio Metropolitano da cidade caribenha de Barranquilla.

“Hoje veria como muito difícil a entrada de qualquer voo do Brasil, não teria como justificar a entrada de um voo fretado diante de outras populações, não teria como apresentá-lo”, disse Fernando Ruiz, em um comunicado.

blank

Colômbia descarta entrada de voo da Seleção Brasileira em meio à pandemia (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A posição da Colômbia se soma às dificuldades que as seleções sul-americanas já enfrentam devido às dúvidas de que os clubes europeus deixarão seus jogadores desta região viajarem para as próximas rodadas das eliminatórias por causa da preocupação com a pandemia e as restrições de quarentena.

A Colômbia suspendeu os voos de passageiros de e para o Brasil no final de janeiro como medida de precaução contra o contágio de uma variante da Covid-19 detectada no país mais povoado da América do Sul.

Ruiz garantiu que os últimos estudos sobre a variante brasileira mostram que ela é cinco vezes mais contagiosa e que, como uma fração considerável da população ainda está suscetível nas cidades da Colômbia, é um risco lidar com voos de e para o Brasil.

Anúncio