Com Arena lotada, Vasco fica no empate com o Guarani

O Cruzmaltino não conseguiu superar o time paulista e perdeu a chance de chegar à liderança da competição

Manaus – Diante de mais 33 mil torcedores pagantes, o Vasco não saiu do 0 a 0 com o Guarani, na noite desta quinta-feira (19), em jogo válido pela oitava rodada da Série B do Brasileiro. Mesmo empurrado pela torcida vascaína, que lotou a Arena da Amazônia, o Cruzmaltino não conseguiu superar o time paulista e perdeu a chance de chegar à liderança da competição.

(Foto: Divulgação / Vasco da Gama)

Com o resultado, o Vasco foi aos 14 pontos e assumiu a terceira posição na tabela. Por sua vez, o Guarani, mesmo somando um ponto, permanece na 17ª colocação com oito, mas dentro da zona de rebaixamento.

Como era esperado, a torcida amazonense foi em peso prestigiar o Vasco e transformou a Arena da Amazônia na atmosfera de São Januário. Mas quem jogou melhor na primeira etapa foi o Guarani.

Aos 16 minutos, susto na torcida vascaína. Júlio César recebeu lançamento de Matheus Pereira e chutou forte para boa defesa de Thiago Rodrigues. No minuto seguinte, foi a vez de Diogo Mateus avançar livre e chutar de fora da área para defesa esquisita do goleiro do Vasco.

Aos 20 minutos, resposta do Vasco. Bruno Nazário cai pela esquerda e chuta cruzado, mas a defesa do Guarani afasta. Na sequência, Figueiredo pega a sobra, corta pra dentro e chuta, mas outra vez a zaga bugrina afasta o perigo.

Aos 23, jogadinha ensaiada do Guarani. Lucão do Break é lançado e desvia de cabeça para a entrada em velocidade de Júlio. O camisa 7 do Bugre chuta, mas longe da meta de Thiago Rodrigues.

Aos 34, blitz vascaína. Pec faz bela jogada pela direita e cruza, Figueiredo tenta o cabeceio. Mas a bola cruza a pequena área do Guarani e a bola não entra. No contra golpe, o Bugre avança em três contra dois. No cruzamento para Bruno José, Anderson Conceição salva o Vasco.

Após escanteio, aos 42 minutos, confusão na cozinha do Vasco e por duas vezes o goleiro Thiago Rodrigues evita o gol do Bugre. Na segunda delas, Giovani Augusto acertou a trave e no rebote, Ernando cabeceou para Lucão do Break desviar e fazer o goleirão cruzmaltino operar um milagre.

Segundo tempo morno

Na volta do intervalo, o Vasco veio com tudo. Logo aos 3 minutos, Gabriel Dias avançou e tocou para Figueiredo soltar a bomba para grande defesa de Maurício. Aos 18, foi a vez do Bugre chegar. Lucão do Break desviou no alto e Diogo Mateus chegou batendo e estufou as redes, mas pelo lado de fora.

O jogo cai muito de ritmo após muitas mudanças em ambas as equipes. Emoção só aos 37 minutos, quando Gabriel Dias cobrou escanteio para cabeceio de Anderson Conceição para boa defesa de Maurício.

Aos 40 minutos, foi a vez de Gabriel Pec perder boa chance de fazer para o Vasco. O camisa 11 do time carioca chegou livre, mas cabeceou em cima do goleiro Maurício, que salvou o Bugre.

O final do jogo foi eletrizante. Aos 48 minutos, jogada de Pec e bola jogada na área para cabeceio firme de Erick, mas Maurício salva o Guarani. Na sequência, contra-ataque do Bugre. Careca recebe na entrada da área e fuzila para bela defesa de Thiago Rodrigues naquela que foi a última emoção da partida.

Após o apito final da arbitragem, um misto de vaias e aplausos pôde ser notado vindo das arquibancadas. A equipe do técnico Zé Ricardo acabou não retribuindo com uma vitória todo o empenho e apoio dos vascaínos em Manaus, que saíram um pouco decepcionados da Arena.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Brusque, no dia 26, em São Januário. Por sua vez, o Guarani visita o Sampaio Corrêa, no dia 28, no Estádio Castelão, em São Luís.

Anúncio