Corinthians decide vaga contra o Boca Juniors na Bombonera

Timão comemorou na última segunda-feira (4) dez anos da Libertadores, conquistada justamente sobre a equipe argentina

Buenos Aires – Um dia depois de comemorar os dez anos da conquista da Libertadores de 2012, em uma final contra o Boca Juniors, no Pacaembu, o Corinthians volta a enfrentar o time argentino pelo mata-mata da competição continental nesta terça-feira (5), às 21h30 (de Brasília), pelo segundo jogo das oitavas de final, na Bombonera.

Jogadores do Corinthians em treino com bola no CT Joaquim Grava (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

A primeira partida na Neo Química Arena terminou 0 a 0 e se houver um novo empate (por qualquer placar), a definição da vaga será nas penalidades máximas. Desde que foi campeão da Libertadores em 2012, o Timão não passa das oitavas de final. Pela quarta vez depois do título, o clube chegou nesta fase da competição e em todas foi eliminado por: Boca Juniors (2013), Guaraní, do Paraguai (2015), Nacional, do Uruguai (2016) e Colo-Colo, do Chile (2018).

Para o duelo desta terça-feira, o Corinthians poderá contar com a volta do volante Du Queiroz, que está recuperado de uma contratura no músculo posterior da coxa esquerda. O jogador foi desfalque no primeiro jogo das oitavas. Na 1ª fase, ele foi o autor do gol contra o Boca Juniors, no empate de 1 a 1, na Argentina.

Além de Du Queiroz, o Timão terá o retorno de Cantillo, que cumpriu suspensão. Os dois devem formar o meio-campo titular na Bombonera, que poderá ter também o meia Giuliano, já que Renato Augusto ainda é dúvida, por conta de um desconforto na panturrilha direita.

Quem também é uma incógnita é o meia-atacante Willian, que no primeiro jogo das oitavas sofreu uma luxação no ombro direito. Ele deve viajar com a delegação para Buenos Aires e fazer teste no vestiário.

Quem está confirmado é o zagueiro João Victor. Mesmo já vendido ao Benfica (Portugal), o jogador estará em campo nesta terça-feira (5). Apesar das dores no tornozelo direito, ele deverá formar dupla de zaga com Raul Gustavo. Recuperando-se de contusão, o zagueiro Gil, o lateral-direito Fagner e o atacante Gustavo Mosquito não devem nem viajar.

Boca com força máxima

Segundo maior campeão da Libertadores com seis títulos, o Boca Juniors não vence a competição continental desde 2007. De lá para cá jogou mais dez edições e chegou em duas finais (2012 e 2018), quatro semifinais (2008, 2016, 2019 e 2020), uma quartas de final (2013) e três oitavas (2009, 2015 e 2021).

O clube argentino já realizou 17 partidas na Bombonera nesta temporada, com nove vitórias, cinco empates e três derrotas (62,7% de aproveitamento). Para enfrentar o Corinthians, o técnico Sebastián Battaglia terá a volta do lateral-esquerdo Frank Fabra, que cumpriu suspensão na primeira partida. Ele retornará na vaga de Agustín Sandez. Sem desfalques, o treinador poderá escalar força máxima.

FICHA TÉCNICA
Boca Juniors (ARG) X Corinthians
Local: Bombonera, em Buenos Aires-ARG
Data e hora: terça-feira (05/07), às 21h30
Árbitro: Andrés Matonte (URU)
Auxiliares: Nicolás Tarán e Martín Soppi (URU)
VAR: Leodon González (EQU)

BOCA JUNIORS-ARG: Rossi; Advíncula, Izquierdoz, Rojo e Fabra; Pol Fernández, Varela e Oscar Romero; Villa, Benedetto e Zeballos.
Técnico: Sebastián Battaglia

CORINTHIANS: Cássio; Bruno Méndez (Rafael Ramos), João Victor, Raul Gustavo e Fábio Santos; Du Queiroz, Cantillo e Giuliano; Gustavo Mantuan, Lucas Piton (Willian) e Róger Guedes.
Técnico: Vítor Pereira

Anúncio