‘Flamengo é tão grande como a seleção’, diz Renato Gaúcho ao ser apresentado na Gávea

Novo treinador afirma que está realizando um sonho, mas diz que investimentos não são garantias de títulos

Rio de Janeiro – O Flamengo apresentou, de maneira oficial, o técnico Renato Gaúcho nesta segunda-feira, (12). A entrevista coletiva de apresentação foi recheada de temas sobre o futuro trabalho, entre eles, os investimentos do clube. Criticado anteriormente, quando estava no Grêmio, sobre “esquivas” com relação às cifras, ele apontou a importância deste dinheiro e citou o exemplo do Paris Saint-Germain.

“Se você gasta 100 reais por mês, você vai ser cobrado por título. Se você gastar 200 milhões, você vai ser cobrado por título. Se você gastar 1 bilhão, você vai ser cobrado por título. É lógico que você tem uma vantagem quando qualifica o grupo, as chances de vencer são maiores”, disse Renato Gaúcho, antes de completar. “Mas não quer dizer que você vai ganhar. O PSG é um exemplo. Gastou e não foram campeões.  A cobrança existe em todos os clubes independente do que você gastar”, finalizou o tema.

Renato Gaúcho é apresentado oficialmente como novo técnico do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Antes de comandar o seu primeiro treino no CT Ninho do Urubu, às vésperas da viagem para Argentina, onde vai encarar o Defensa y Justicia, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, Renato Gaúcho falou sobre a realização de um sonho e comparou o peso do clube com o da seleção brasileira.

“Acima de tudo é um prazer estar aqui com essa oportunidade para treinar este grande clube. Há uns dois ou três anos disse que eu tinha esse sonho e estou realizando um sonho. Um treinador tem que pensar alto e na minha opinião, treinar o Flamengo é treinar a seleção brasileira”, afirmou.

“Eu sempre falei que era o meu sonho treinar o Flamengo. É tão grande quanto a seleção brasileira. Todo treinador sonha em treinar o Flamengo. Eu estou realizando o meu sonho. Pode ter certeza que eu estou bastante emocionado. Voltar ao Flamengo, estar no Maracanã, com um grupo vencedor, eu tenho certeza que o torcedor do Flamengo entende o meu lado profissional. Eu sou profissional, quando eu visto a camisa de um clube, eu visto mesmo”, completou.

Renato Gaúcho estava sem clube desde abril, quando acertou a sua saída do Grêmio após uma sequência de maus resultados que resultou na eliminação na fase preliminar da Libertadores. Por ironia do futebol, o treinador estreia à frente do Flamengo justamente em partida válida pelo torneio continental.

O agora técnico do Flamengo comandou o Grêmio por mais de quatro anos e é quem mais permaneceu no cargo nesta década. Pelo time gaúcho conquistou a Copa do Brasil (2016), a Libertadores (2017), a Recopa Sul-Americana (2018), o Estadual (2018, 2019 e 2020) e a Recopa Gaúcha (2019). O currículo como treinador e jogador fez com que Renato Gaúcho fosse homenageado com uma estátua em Porto Alegre.

Anúncio