Gavião ajusta finanças para seguir ‘em dia’

Manaus FC aproveita visibilidade e renda para honrar compromissos e pagar premiações pelo acesso sem deixar de pensar no planejamento para 2020

Manaus – Com o principal objetivo atingido – o acesso para a terceira divisão do Campeonato Brasileiro, e com o recorde de público batido ao colocar 44.121 mil torcedores na Arena da Amazônia, o Manaus FC, agora, organiza a casa (e as finanças) para o segundo semestre da temporada.

De acordo com presidente de honra do clube, Luis Mitoso, a renda de R$ 635.020,00 servirá para honrar os compromissos que as rifas vendidas em sinal não supriram e foram postergados.

Treinador Wellington Fajardo ganhou uma semana de férias após garantir o acesso à Série C (Foto: Janailton Falcão/Manaus FC)

No mês de junho, o presidente do clube, Giovanni Alves foi para um semáforo localizado na zona centro-sul de Manaus para vender rifas, angariar fundos, e assim, honrar a folha salarial do clube, que desde a sua fundação, em 2013, estava com os vencimentos atrasados. A folha mensal custa aos cofres cerca de R$ 160 mil.

De acordo com o presidente, apesar da renda ter um valor representativo, os números enganam. “Vale lembrar que esse é o valor bruto da renda. Não líquido”, disse o dirigente, para, em seguida, explicar o destino do recurso.

“Nós equacionamos o que estava acumulado. Quero lembrar ao torcedor que tudo aquilo que foi vivido no sábado tem um custo. O acesso não é tão simples assim. Tem um custo e a conta chegou”, falou.

O dirigente foi questionado sobre quais seriam os compromissos a serem honrados e revelou. “Temos uma premiação ajustada com todos pelo acesso. Agora que conseguimos vamos honrar. Assim foi com a comissão técnica. Com os jogadores. Por isso falei que o acesso não é tão simples. Muito menos é barato”, pontuou o dirigente que admitiu que já pensa em 2020. “Estamos fazendo tudo com muita calma. Mas é inevitável não pensar”, afirmou Mitoso.

A diretoria informou, também, que o técnico Welington Fajardo ganhou alguns dias de folga. Ainda segundo o clube, Fajardo foi para Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde deverá passar a semana com a família.

Com a ausência do treinador, o comandante se junta a delegação esmeraldina somente na Bahia, onde o Gavião do Norte enfrenta o Jacuipense (BA) pelo primeiro jogo da semifinal da Série D, no domingo. O auxiliar técnico André Lima comandará a equipe contra o Sobradinho (DF), na quinta-feira, pela primeira fase da Copa Verde.

Anúncio