Goleiro Bruno acerta com Atlético Carioca, da Série C Estadual

Ele foi condenado pelo assassinato de Eliza Samudio e está em regime semiaberto; equipe é de São Gonçalo (RJ)

Rio de Janeiro – Após deixar o Rio Branco, do Acre, goleiro Bruno assinou com o Atlético Carioca, equipe de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com o perfil oficial do Esporte Clube Atlético Carioca, o acerto foi concretizado nesta terça-feira. O time gonçalense se profissionalizou em 2016 e disputa a Série C do Campeonato Carioca.

Goleiro Bruno Foto: Adriano Vizoni / Folhapress / CP Memória

O goleiro foi condenado pela morte da modelo Eliza Samudio, mãe do seu filho, e está no regime semiaberto desde julho de 2019. (Foto: Adriano Vizoni / Folhapress / CP Memória)

“A espera acabou, bem vindo paredão! Com passagens por Atlético e Flamengo Bruno Fernandes é o primeiro reforço do Atlético Carioca para a disputa do @cariocao série C 202”, escreveu o clube em seu perfil no Instagram.

Em 2020, o arqueiro defendeu as cores do Rio Branco, do Acre, e na série D do Campeonato Brasileiro, a Copa Verde e o Campeonato Acreano. Aos 36 anos, Bruno disputou 18 partidas e o contrato de seis meses foi muito criticado nas redes sociais. O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) chegou a pedir para que o goleiro Bruno usasse tornozeleira eletrônica nos jogos.

O goleiro foi condenado pela morte da modelo Eliza Samudio, mãe do seu filho, e está no regime semiaberto desde julho de 2019. Ele cumpriu parte da pena de 22 anos e três meses decretada pela Justiça de Minas Gerais em 2013. Na época, o jogador foi condenado por homicídio triplamente qualificado e sequestro, crime que aconteceu em 2010, quando o atleta atuava pelo Flamengo, e tinha sido campeão brasileiro no ano anterior.

Anúncio