Iranduba enfrenta o Santos, hoje, na Arena da Amazônia

‘Hulk’ está na semifinal da competição e recebe o Peixe, às 20h, em busca de vantagem para o jogo de volta, que será no dia 8 de julho, na Vila Belmiro. Expectativa é de que o recorde de público seja quebrado novamente

Thiago Fernando / redacao@diarioam.com.br

Meia-atacante Mari estará em campo, hoje, diante do Santos (Foto: Antônio Lima/Divulgação Sejel)

Manaus – Após passar pelo Flamengo-RJ nas quartas de final, o Iranduba tem mais um gigante do futebol brasileiro pela frente no Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol. Hoje (29), às 20h (de Manaus), o Hulk encara as ‘sereias’ do Santos-SP, na Arena da Amazônia, no duelo de ida da semifinal. Diante da equipe paulista, a expectativa é que a torcida amazonense quebre, mais uma vez, o recorde de público da competição.

Na primeira fase, o Santos terminou na liderança do Grupo 2, com 34 pontos conquistados em 14 jogos. Enquanto isso, o time amazonense foi o segundo no Grupo 1, com 36 pontos. Ainda assim, por ter empatado os dois jogos contra o Flamengo-RJ, nas quartas de final, o Iranduba ficou atrás do Alvinegro na tabela geral da competição. Por isso, a primeira partida da semifinal será em Manaus.

No último treinamento realizado antes do jogo, o técnico Sérgio Duarte dedicou o tempo para ajustar detalhes importantes através da conversa. Como já havia treinado algumas jogadas e posicionamento durante a semana, o comandante preferiu mostrar para as jogadoras algumas das falhas cometidas nas partidas contra o Rubro-Negro.

Feliz com o crescimento do time, a meia-atacante Mari disse acredita que as jogadoras do Santos vão sentir a pressão que existirá na Arena e o calor da cidade. “Isso é muito bom saber (quantidade de ingressos distribuída) que a torcida está com a gente, porque nos ajudam a correr mais e nos incentivam, ainda mais no futebol feminino, já que os públicos não passam de 100 pessoas. Aqui, na Arena, colocar quase 20 mil pessoas é muito bom. Além disso, o torcedor é o nosso 12º jogador. Eles nos empurram e podem ser fundamentais para passar pelo Santos e chegar à final. Acho que elas vão sentir mais o calor, porque a Arena é muito abafada”, disse a jogadora.

O clube informou que, até as 18h de ontem, 12 mil ingressos já haviam sido vendidos e distribuídos. Questionada sobre o sucesso do time, Mari afirmou que não esperava um resultado tão positivo em tão pouco tempo. “Nunca imaginei que o Iranduba chegaria nesse tamanho. Neste ano, chegamos à semifinal e não sabia que teria essa repercussão. Não imaginava isso, mas estou muito feliz com esse sucesso do time”, concluiu.

Autora do gol que garantiu a classificação para a semifinal, Mayara afirma que não vê problema em decidir a classificação fora de casa. Para a meia, o importante é retribuir o carinho do público amazonense com um bom jogo. “Acho que tem o mesmo peso, porque temos a responsabilidade. Seria a mesma coisa se a gente fosse decidir aqui. Mas a gente fica feliz com o torcedor manauara vindo apoiar e vamos retribuir com uma vitória. Ninguém esperava esse apoio e temos que agradecer sempre. Somos privilegiadas, porque nenhum time tem esse apoio da torcida”, finalizou.

Anúncio