Longe do Rio, Flamengo busca 1º título do ano

Rubro-Negro enfrenta, neste domingo, o Boavista, em Cariacica (ES), pela final do turno inicial

Rio de Janeiro – O primeiro turno do esvaziado Campeonato Carioca será decidido, neste domingo (18), fora do Estado do Rio de Janeiro e sem um grande clássico. Boavista e Flamengo decidem a Taça Guanabara, a partir das 16h (de Manaus), no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES), com todo o favoritismo para o Rubro-Negro, que tem o elenco mais forte e está invicto na temporada.

No Flamengo, o técnico Paulo César Carpegiani preferiu ser diplomático e usou termos como “um jogo difícil” e de “futebol nivelado”, em uma tentativa de diminuir um pouco a pressão sobre o elenco do Rubro-Negro.

Atacante Henrique Dourado disputará a sua primeira final pelo Fla (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

“O futebol está muito nivelado. Sou oriundo do futebol gaúcho, onde o esporte é mais forte e até competitivo. Aqui (Rio de Janeiro) é mais jogado e não é novidade que tenhamos a possibilidade de decidir a Taça Guanabara com o Boavista”, considerou o técnico. “Se o Boavista chegou, é porque tem qualidade. Vai ser um jogo muito difícil”.

O meia Diego, por sua vez, não se fez de rogado. “Sabemos que a obrigação é nossa e é dentro de campo que as coisas acontecem. Estamos preparados para assumir a responsabilidade”, disse o jogador, na última atividade no Rio de Janeiro antes da partida. A tendência é de que o Flamengo atue, praticamente, com força máxima.

Apesar de ser dono da melhor campanha do Estadual, com cinco vitórias e um empate nos seis jogos disputados até aqui, o Flamengo jogará como ‘visitante’ e não terá nenhuma vantagem na decisão. Isso porque o mando de campo no esdrúxulo regulamento do Campeonato Carioca foi decidido em sorteio – vencido pelo Boavista. Foi por causa disso que o jogo que decide o primeiro turno do Estadual vai ser decidido em outro Estado. O Boavista adquiriu o direito de escolher o local da partida e optou por levar a partida para Cariacica.

“É um campo neutro para os dois. Alguns que já jogaram lá dizem que o gramado é excelente. Os dois vão sentir dificuldade”, disse Paulo César Carpegiani. Mesmo assim, o time do Rubro-Negro deverá se sentir em casa, já que terá quase toda a torcida a seu favor.

Caso haja empate no tempo normal, o campeão da Taça Guanabara será conhecido após disputa de pênaltis. Quem levar o troféu garantirá uma das vagas no quadrangular final do Carioca.

Anúncio