Na altitude, Internacional estreia na Libertadores contra o campeão boliviano

Colorado vai a campo para o duelo diante do Always Ready embalado pela goleada por 6 a 1 sobre do Aimoré

São Paulo – O Internacional está entre os brasileiros que estreiam na Copa Libertadores da América nesta terça-feira (20). Buscando o título que não conquista desde 2010, o clube brasileiro enfrenta, às 19h15, o Always Ready, da Bolívia, no Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL). A partida é válida pelo Grupo B, que também conta com Deportivo Táchira, da Venezuela, e Olimpia, do Paraguai.

Em situação tranquila no Campeonato Gaúcho, já classificado ao mata-mata, o Inter vem de goleada por 6 a 1 diante do Aimoré. O clube quer iniciar bem a competição para deixar o vice-campeonato brasileiro para trás nesta nova era do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez, anunciado no início de março.

Na altitude, Internacional estreia na Libertadores contra o campeão boliviano (Foto: Ricardo Duarte/ Divulgação / Internacional)

Para a partida, o Inter ganhou reforços fora de campo ao convocar dois médicos a mais na delegação, além de levar cilindros de oxigênio para os jogadores. Tudo isso por conta da altitude da cidade boliviana, 3,6 mil metros acima do nível do mar.

O treinador também tem alguns problemas para definir a escalação. Isso porque Paolo Guerrero sequer viajou, pois sentiu um desconforto muscular. Yuri Alberto deve ser o titular, mas Thiago Galhardo, que fez três gols na goleada, briga pela vaga. A outra dúvida está no setor defensivo, com os zagueiros Zé Gabriel e Lucas Ribeiro brigando para compor o setor com Víctor Cuesta.

O Always Ready, atual campeão boliviano, já fez quatro jogos na competição nacional, conquistando duas vitórias, um empate e uma derrota. O time chega motivado, pois esta será apenas sua segunda participação na Libertadores – a única vez que participou foi há 53 anos, em 1968.

Em busca de sua primeira vitória em casa no torneio continental, o Always conta com dois brasileiros no elenco: o meia Vander Vieira, formado na base do Flamengo, e o atacante Franklin Mascote, que jogou no CSA-AL e também no interior de São Paulo, como Atibaia e São Caetano. Além disso, o time acertou o retorno do técnico Omar Asad, que conquistou o título nacional em 2020.