Na estreia de Vítor Pereira, Corinthians goleia a Ponte Preta

Com a Neo Química Arena lotada, Timão venceu por 5 a 0, manteve o tabu e complicou de vez a situação da equipe campineira

São Paulo – Com 45 minutos de jogo, o Corinthians já havia definido o duelo contra a Ponte Preta, ao marcar 3 a 0, na noite deste sábado (12), na Neo Química Arena, pela penúltima rodada do Paulistão. O placar final terminou em 5 a 0.

Renato Augusto, Paulinho, Gustavo Silva, Adson e Mantuan marcaram os gols. Com o resultado, o Timão manteve o tabu de nunca ter perdido para a Macaca em Itaquera. Agora são oito vitórias e um empate.

A partida também marcou a estreia do técnico Vitor Pereira, diante da torcida. Líder do Grupo A e já classificado com 20 pontos, o clube de Parque São Jorge tem a segunda melhor campanha geral do estadual, só atrás do rival Palmeiras (23), adversário na próxima quinta-feira (17), às 20h30, no Allianz Parque.

Já a Ponte Preta chegou ao sétimo jogo sem vencer na temporada (6 pelo Paulistão e 1 pela Copa do Brasil), soma oito pontos e está sendo rebaixada.

Na última rodada, a Macaca recebe o Ituano no dia 20 (domingo), às 16h, em Campinas e não depende mais só de suas forças para se manter na primeira divisão estadual. O time está na lanterna do Grupo D e na penúltima colocação geral. Além disso, tem a pior defesa do campeonato com 21 gols sofridos.

O jogo

Um primeiro tempo quase impecável do Corinthians e com o placar quase definido em 3 a 0. Aos 14 minutos, o atacante Gustavo Silva recebeu pela direita, carregou a bola em diagonal até a entrada da área, a zaga da Ponte conseguiu desarma-lo, mas a bola sobrou para o volante Renato Augusto, que com categoria bateu colocado no canto direito. A bola ainda bateu na trave antes de entrar (1 a 0).

A Ponte Preta respondeu aos 17 minutos, quando o atacante Ribamar arrancou do meio-campo, passou por um marcador e driblou o goleiro Cássio, mas perdeu o ângulo na finalização e mandou para fora.

Aos 44 minutos, o volante Renato Augusto lançou o lateral Fagner pela direita, ele cruzou rasteiro na grande área para Paulinho chegar batendo de primeira a meia altura, sem chances para Ygor Vinhas (2 a 0). Nos acréscimos, contra-ataque pelo meio e Willian deixou Gustavo Silva livre para invadir a grande área e tocar por cima do goleiro Ygor Vinhas (3 a 0).

O primeiro tempo terminou com o Corinthians tendo 60% de posse de bola e tendo finalizado 14 vezes, sendo cinco na direção do gol. Já a Ponte chutou apenas duas vezes e nenhuma no alvo.

blankblankblankblank

Anúncio