Paulistão define mata-mata e o último rebaixado com Santos na berlinda

Peixe pode tanto se classificar às quartas como sofrer queda inédita

São Paulo – Os seis jogos deste sábado (19), todos iniciando às 16h (horário de Brasília), decidem as três últimas vagas às quartas de final e o time que será rebaixado à Série A2 (segunda divisão) do Estadual, ao lado do Novorizontino.

blank

(Foto: Ivan Storti / Santos FC)

Dez dos 16 participantes do Campeonato Paulista chegam à última rodada da primeira fase tendo que definir os respectivos futuros.

O Santos é quem vive a situação mais peculiar. Terceiro do Grupo D, com 11 pontos, o Peixe tem um ponto a menos que o Santo André, vice-líder da chave – os dois primeiros se classificam. Ao mesmo tempo, o clube do litoral divide com a Ferroviária (do Grupo B), que também soma 11 pontos, a antepenúltima posição geral do Paulista, com três pontos de vantagem para a Ponte Preta. Neste momento, a Macaca seria a segunda equipe rebaixada.

Para se classificar, o Alvinegro Praiano tem de vencer o Água Santa na Vila Belmiro, em Santos (SP), e torcer para que o Ramalhão não derrote a Inter de Limeira no estádio Bruno José Daniel, em Santo André (SP). Em caso de empate, o Peixe se classifica apenas se os andreenses perderem e se levar a melhor no saldo de gols. Olhando para a parte de baixo da tabela, os santistas escapam da queda à Série A2 se fizerem ao menos um ponto no jogo deste sábado.

Caso perca, o Santos não terá mais chances de classificação às quartas e dependerá de outros resultados para não ser rebaixado. O principal deles é a Ponte Preta não vencer o Ituano no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Se ganhar, a Macaca iguala o Peixe em número de pontos, mas passa à frente no primeiro critério de desempate (vitórias).

O domingo (20) está reservado às únicas partidas que não terão impacto na tabela da primeira fase.

Anúncio