São Raimundo encara o Tocantinópolis-TO pelo mata-mata da Série D

O jogo acontece neste sábado, às 15h, no Estádio da Colina

Manaus – Vivendo entre e sai de jogadores, o São Raimundo enfrenta o Tocantinópolis-TO neste sábado (23), às 15h, no Estádio da Colina, pelo jogo de ida do mata-mata da Série D do Brasileiro. Na fase decisiva da competição, dois atletas deixaram o Tufão logo após o fim da primeira fase do torneio, mas a diretoria correu atrás e trouxe dois reforços para a sequência da competição.

A semana foi movimentada pelas bandas da Colina. De uma só vez, o São Raimundo perdeu dois atacantes: Matheus Oliveira e Fafá. O primeiro trocou o Tufão para disputar a Série B do Amazonense pelo Unidos do Alvorada, enquanto o camaronês reforçará o Rio Negro no mesmo torneio. Questionado sobre a saída dos atletas, o técnico Aderbal Lana minimizou e afirmou que a equipe se mantém firme mesmo com as baixas.

“A saída de jogadores isso é normal. Aqui saiu zagueiro, saiu volante, saiu outro zagueiro, está saindo um centro avante e saindo outro, e nós estamos mantendo o mesmo patamar. Aqui não tem perca. Aqui, às vezes, tem é ganho.”, comentou.

Rival do São Raimundo no primeiro duelo eliminatório, o TEC, como é conhecido o Tocantinópolis-TO, se classificou no Grupo 2 na segunda posição, com 22 pontos. A campanha do time do Tocantins é inferior à do Tufão, que somou 24 pontos e ficou em terceiro no Grupo 1. Como os números não entram em campo, Lana avalia o rival, disse que sua equipe “aprendeu a sofrer” e está otimista na classificação do time.

“Nós estamos fazendo análise da equipe do Tocantinópolis, é evidente que você tem de fazer. A gente já sabe algumas coisas, mas o futebol é lá dentro, é onze contra onze. Acho que nossa equipe tem de manter a forma que vem trabalhando, aprendeu a sofrer dentro da competição, aprendeu a buscar resultado. Às vezes são resultados mínimos, mas tem buscado, e lá fora também tem acontecido a mesma coisa. Estamos tranquilos, acho que o São Raimundo tem todas as condições de buscar uma classificação.”, disse.

Reforços

Quem chegou no Tufão para a briga pelo acesso foram os meias Evair, ex-Manaus FC, e o zagueiro Jordan, ex-Nacional. O meio-campista participou da campanha do acesso do Gavião à Série C, em 2019, e espero repetir o feito no Tufão.
“Já defendi a camisa do Manaus e lá fui muito feliz. espero repetir o que fiz lá, mas aqui. A equipe conseguiu a classificação, agora já outro campeonato, agora é mata-mata, acho que a equipe tem de estar mais focada ainda do que teve na primeira fase.”, enfatizou.

Se Evair tem um acesso no currículo, o zagueiro Jordan faz sua estreia na Série D. O defensor já trabalhou com Lana também em 2019, no Leão da Vila, e prevê várias decisões até a conquista do acesso.

“É um jogo importante, vão ser muitas finais até chegar no nosso objetivo (acesso). Mas espero fazer um bom jogo, caso o professor me escale. Nunca tinha disputado uma Série D, e espero fazer uma boa estreia e uma primeira participação boa também.”, concluiu.

Anúncio