STJD indefere pedido de anulação e confirma rebaixamento do Vasco

O Vasco ficou revoltado com a falha do VAR no duelo com o Internacional, na 36ª rodada do Brasileirão 2020

Rio de Janeiro – O Vasco vai mesmo jogar a Série B em 2021. Na tarde desta quinta-feira (04), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) indeferiu o pedido do clube para anulação da partida contra o Internacional, realizada em 14 de fevereiro, em São Januário, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na ocasião, o time da casa perdeu por 2 a 0, mas o gol de Rodrigo Dourado, o primeiro do Inter, rendeu muita polêmica, já que o VAR não funcionou, o que revoltou os vascaínos.

Gol de Rodrigo Dourado rendeu muita polêmica por possível impedimento
(Foto: Divulgação / Max Peixoto)

Em sua argumentação, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Otávio Noronha, afirma que não houve “erro de direito” na validação do gol, diferentemente do que defendia o Vasco. Ele destacou ainda que a decisão do STJD foi tomada de forma unânime e, no fim de seu despacho, mandou arquivar o caso.

Com o rebaixamento confirmado, apesar de caber pedido de reconsideração, o Vasco já trabalha no sentido de mover uma ação cível contra a CBF e a Hawk-Eye, empresa que opera o VAR no Brasileiro, pedindo uma reparação de R$ 100 milhões. Trata-se justamente do valor que o clube imagina que vá perder em receitas com a queda à Série B.

O clube, inclusive, já divulgou uma nota em que lamenta a decisão, e garantindo que recorrerá da decisão.

Anúncio