Tubarão perde e está fora da Copa Verde

Pelo jogo de volta da fase preliminar da competição, o Princesa do Solimões precisava de um triunfo para se classificar, mas acabou derrotado novamente pelo Interporto-TO, em pleno Gilbertão

Manacapuru – Dominado pelo adversário, dentro de casa, o Princesa do Solimões foi eliminado da Copa Verde pelo Interporto-TO, que venceu o confronto, por 2 a 0. Os dois gols da partida de volta, pela fase preliminar do torneio, no Estádio Gilbertão, em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), na noite desta quarta-feira (24), foram anotados pelo meia Alisson, nos minutos finais do segundo tempo.

Volante Matenay saiu de campo cabisbaixo após o Interporto eliminar o Princesa (Foto: Eraldo Lopes)

Agora, os tocantinenses vão enfrentar o Paysandu-PA pela primeira fase da competição. E mesmo com a vantagem do empate – o Interporto venceu o jogo de ida, em Tocantins, por 3 a 2 – e jogando fora de casa, o adversário do Tubarão foi o primeiro a chegar com perigo em campo, nesta quarta-feira (24).

Aproveitando rebote da defesa do Princesa, o lateral-direito Polegar arriscou da entrada da área, mas a bola passou por cima do travessão do goleiro Darlan. Aos oito minutos, os donos da casa mostraram força. Em jogada individual, pela direita, o meia Kelve ajeitou para a esquerda e finalizou forte, mas a bola subiu demais e nem assustou o goleiro Carlão.

Com mais qualidade técnica, o Interporto dominava o jogo. Após bela enfiada de bola do meia Pasa, o camisa 10, Ildemar, ficou cara a cara com Darlan, aos 18 minutos, mas falhou na hora da finalização. Três minutos depois, Cristiano Natal evitou o gol dos visitantes em cima da linha. A jogada iniciou com o goleiro Darlan saindo errado do gol do Princesa. A bola sobrou para Jonas, que cabeceou para o gol vazio, mas o defensor do Tubarão conseguiu salvar.

Com bastante dificuldade para criar jogadas, o Princesa chegou ao ataque na base da vontade. Para piorar, o setor ofensivo do time de Manacapuru estava com a pontaria descalibrada. Aos 39 minutos, Ronni perdeu uma grande oportunidade de abrir o placar. Em rápido ataque, pela esquerda, o meia Afonso rolou para o atacante, que dentro da grande área chutou torto.

E precisando esquecer a frágil atuação da primeira etapa, o Princesa voltou para o segundo tempo ofensivo. Aos dois minutos, Kelve ameaçou a meta de Carlão em cobrança de falta, mas o goleiro defendeu. Três minutos depois veio a resposta do Interporto. Após falta cobrada, pela esquerda, Alisson desviou de cabeça. A bola tinha a direção certa, mas Darlan conseguiu realizar um milagre espalmando para escanteio.

Em sua última jogada na partida, aos 15 minutos, o atacante Ronni cobrou falta que passou tirando tinta da trave do Princesa. Logo em seguida, o camisa 9 foi substituído pelo atacante Antônio. Após este lance, o jogo ficou monótono. Com a vantagem do empate, o Interporto passou a administrar o placar e a posse de bola.

Para sacramentar a classificação, aos 40 minutos, o meia Afonso invadiu pela direita, passou pela marcação e finalizou no canto alto de Darlan. Aos 49 minutos, novamente, Afonso avançou, mas desta vez pela esquerda e cruzou. A bola desviou no zagueiro Cristiano Natal e enganou o goleiro do Princesa. O gol fechou a partida e as vaias começaram na arquibancada.

Anúncio