Hodgson afirma que calor de Manaus não interferiu no desempenho dos jogadores

Técnico da Inglaterra admitiu, porém, que a desidratação afetou fisicamente alguns jogadores, mas não ao ponto de gerar preocupação

Manaus – O técnico da seleção da Inglaterra, Roy Hodgson, afirmou que o calor de Manaus não interferiu no desempenho do time de forma determinante e que o pouco tempo de adaptação não interferiu.

“Nós escolhemos chegar dois dias antes. Tivemos muitas dificuldades para nos adaptar a Manaus. Acho que não sofremos muito. Era para sentirmos dificuldade no final do jogo, mas estávamos atacando”. 

O treinador admitiu, porém, que a desidratação afetou o desempenho físico de alguns jogadores, mas não ao ponto de gerar preocupação.

“Isso (o desgaste) acontece em todo jogo, não há nenhuma exceção. Muitos tiveram câimbras por conta da desidratação.”

Hodgson lamentou o resultado e disse que a Itália fez por merecer a vitória.

“O resultado é decepcionante. O meu sentimento, depois do jogo, é que fizemos coisas boas. Por mais que tenhamos tentado, não conseguimos”, ressaltou, ao citar as dificuldades impostas pelos italianos. “Eles são difíceis, jogam com profundidade. Não foi um esforço de um lado só. Então temos que tirar o chapéu para esse time, mas o enfrentamos bem”.

A Inglaterra buscará a reabilitação na quinta-feira (19), no Estádio Itaquerão, contra o Uruguai, às 15h (de Manaus). Os uruguaios perderam a partida de estreia, neste sábado, para a Costa Rica.

Anúncio