JEAs 2019 é marcado por conquistas históricas de seleções e atletas do interior do Amazonas

Com a participação de 8,9 mil alunos nesta fase, a competição apresenta marcas e valores expressivos para realização

Manaus – A abertura dos 42º Jogos Escolares do Amazonas (JEAs 2019), no dia 17 de julho, deu início também a uma série de conquistas de representantes do interior do Estado, nas provas individuais e coletivas. Com a participação de 8,9 mil alunos nesta fase, a competição apresenta marcas e valores expressivos para realização.

Conforme o secretário da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Caio André de Oliveira, isso é reflexo do trabalho de base realizado nos municípios. “Sabemos e reconhecemos todo o esforço dos professores do interior para ensinarem e desenvolverem de forma correta os atletas., assim como os prefeitos que acreditam na importância do desporto educacional e investem. Ficamos felizes com as conquistas dos atletas do interior”, parabenizou Caio.

Com a participação de 8,9 mil alunos nesta fase, a competição apresenta marcas e valores expressivos para realização (Foto: Mauro Neto/Sejel)

Para muitas seleções, chegar à fase final, na capital do Estado, já é uma conquista importante. Enfrentar e vencer os times mais bem estruturados das escolas particulares então é entrar para a história. A delegação de Nova Olinda do Norte (a 135 quilômetros a sudeste de Manaus), disputa os jogos com 75 alunos atletas, a maior já registrada em participação da cidade.

Os resultados positivos surpreenderam. No voleibol feminino, por exemplo, a equipe da Escola Estadual Professor José Paula de Sá chegou às quartas de finais, ou seja, ficou entre as oito melhores equipes dentre mais de 200 que disputaram a modalidade na mesma categoria.

Os resultados positivos surpreenderam (Foto: Mauro Neto/Sejel)

Para o professor Jocemir Ferreira, técnico do elenco, as meninas estão de parabéns. “Para o nosso município, esse é um passo largo que estamos dando, mas com muito sacrifício. Elas representaram muito bem, colocam em prática tudo o que treinamos e agora passam a ser referencia na nossa cidade. Ainda temos muito pela frente, para voltarmos no ano que vem, temos que vencer em Nova Olinda, depois no nosso pólo para podermos vir , então tem muito trabalho”, alertou.

Também de Nova Olinda do Norte, mas no atletismo, Renan Patrick de Lima Lisboa, 13, do oitavo ano da Escola Nossa Senhora de Nazaré, venceu os mil metros rasos e ergueu o primeiro ouro de Nova Olinda. Nas provas por equipe, outro ouro foi conquistado na prova 4×75 com a participação dele também. “Estou muito feliz, ainda mais que é a minha primeira vez na competição, inclusive porque eu estava me preparando bastante, e agora alcancei meu objetivo” falou Renan.

Jogos resultou em série de conquistas de representantes do interior do Estado (Foto: Mauro Neto/Sejel)

O chefe da delegação, Ronilson Duarte acredita que o atleta ainda tem muito a conquistar. “O esporte da nossa cidade está em pleno crescimento. A prova disso já são esses resultados nunca alcançados por nós e hoje é realidade. Nossa equipe de atletismo foi muito bem, pegou o primeiro lugar e temos um grande futuro com eles. Renan, pela sua idade, ainda pode vencer muitas provas e continuar a ser orgulho para todos nós. Estamos em um momento muito bom” destacou Duarte.

Outro município em destaque no atletismo, é Caapiranga (a 134 quilômetros a oeste de Manaus), que já detinha o título dos 800 metros e dos 3 mil metros de 2018, conquistado pelo aluno Rodrigo Xavier, de 16 anos, e que está no 3º ano do Ensino Médio na Escola Estadual Carmina de Castro.

Xavier repetiu o feito do ano passado e sacramentou o bicampeonato para a terra do cará. “É claro que uma conquista dessa nos deixa feliz, mas também fico triste por ser meu último ano de participação no JEAs”, disse Rodrigo, que se despede da competição neste ano, pois conclui o ensino médio. “Me preparei bastante, consegui meu objetivo e saio com o mais alto título, o ouro” completou.

Abertura do JEAs 2019 ocorreu no dia 17 de julho (Foto: Mauro Neto/Sejel)

No vôlei de praia juvenil, os destaques também foram do interior. No masculino, a dupla de Boa Vista do Ramos (a 271 quilômetros a leste de Manaus), venceu o elenco da Nilton Lins, tornando-se campeão da categoria. A dupla vitoriosa, Arthur Andrade e Francisco Elias, ambos estudantes do 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Professora Gercília Barbosa, conseguiram vencer o primeiro set por 21 a 16.

No segundo, a Nilton Lins devolveu o placar e mandou a decisão para o “tie-break”. Porém, a dupla mostrou para que veio e ganhou por 15 a 8. Mais experiente do time, Arthur termina o JEAs com o sentimento de dever cumprido.

“Eu e outro parceiro, fomos eliminados da competição no ano passado pela dupla da Nilton Lins. Sabíamos que poderíamos pegar eles na final e treinamos pensando nisso. Vencemos, pois, temos preparo, treinamos bastante, portanto, fizemos o que deveria ser feito”, frisou.

No feminino, a dupla campeã foi do Centro Educacional Recanto da Criança Interativo, Carla Nunes e Ana Paula Oliveira, que cursam o 2º e 3º ano do ensino médio, respectivamente. Elas derrotaram as urucuritubenses Renata Tavares, 15, e Adrineida Castro, 17, da Escola Estadual Maria Arruda, que participam pela primeira vez da modalidade e já sagraram o vice-campeonato.

Adrineida fala que deu o melhor de si e que tem orgulho de sua terra. “Fizemos o nosso melhor em quadra, mas faltou experiência. Chegamos até aqui por consequência de muito treino e lembrando que no interior tem muitos talentos, por isso me orgulho de representar e ser do interior, ser de Urucurituba”, finalizou.

Anúncio