José Aldo quer cinturão para se aposentar

Manauara encara australiano Alexander Volkanoviski, neste sábado (11), em luta válida pelo UFC 237, no Rio de Janeiro, e, se vencer, deve fazer seu último combate pela organização valendo o título

Manaus – Maior nome da história da divisão dos pesos-penas (66 kg) do UFC, José Aldo encontrou em Max Holloway não apenas o algoz capaz de nocauteá-lo em duas oportunidades como também o rival de renome que pode impedir o evento de casar o duelo pela terceira vez. Mas para isso, o brasileiro tem uma grande carta na manga: é sua última chance.

Aos 32 anos, Aldo tem apenas mais duas lutas no contrato com o UFC e, embalado por dois triunfos seguidos, vê no duelo contra Alexander Volkanovski, neste sábado (11), o passaporte para garantir uma nova disputa de título e, assim, terminar sua carreira no MMA da forma como sonhou.

Sequência de duas vitórias seguidas deu confiança para José Aldo Jr encarar australiano no UFC Rio 10 (Foto: Fábio Oberlaender/Ag. Fight)

“Ser campeão e sair como campeão. (…) Fica meu primeiro plano de me aposentar sendo campeão. Se tiver oportunidade de lutar pelo título na próxima luta é o que sonhei. Espero que aconteça”, analisou, reafirmando o desejo de pendurar as luvas na temporada 2019. Para que tudo dê certo, no entanto, ele não planeja fazer nenhum desafio.

“Não tem desafio. Vencendo, e vou vencer, a próxima não tem como não ser pelo título. Ficamos no guardo. Não vou pedir, já é certo. Não tem como não dar (a chance) para um cara com três vitórias seguidas”, ponderou o ex-campeão dos penas do UFC.

Como ressalva, o atleta mencionou que tudo no UFC pode mudar de última hora. Mas uma vez que a disputa de cinturão seria o ideal para o seu final de carreira, um palco também já foi escolhido por Aldo para pendurar suas luvas.

“O lugar seria no Rio (de Janeiro). Dei uma antecipada para poder lutar aqui. Tem mais um evento no Brasil esse ano. Se tiver oportunidade de lutar pelo titulo em São Paulo seria ótimo”, deixou no ar.

Em Manaus

Prestes a dar adeus ao Ultimate Fighting Championship (UFC), José Aldo faz sua penúltima luta pela maior organização de artes marciais do mundo, neste sábado (11), quando enfrenta o australiano Alexander Volkanovski pelo UFC 237, no Rio de Janeiro. Enquanto ele estiver no octógono, familiares e amigos de infância se reúnem na Rua 13 do bairro Alvorada 3, zona oeste, e realizam festa para assistir o amazonense, com o apoio da Prefeitura de Manaus.

A festa está prevista para iniciar às 20h e contará com atrações musicais para animar o público que irá torcer por mais uma vitória do lutador nascido no bairro. A banda Forró de Saideira e Adriano e banda, tocarão durante o evento que contará ainda com sorteio de brindes para o Dia das Mães e surpresas que serão reveladas apenas no dia.

Preparada pela Torcida José Aldo (TJA), a festa já é uma tradição no bairro e é realizada há pelo menos 10 anos, como conta a coordenadora do evento Jucely Barroso. “Nós somos a maior festa de torcida organizada de um lutador no mundo. Por isso fazemos essa reunião aqui onde ele morava”, finalizou.