Manaus #ComOsRefugiados reúne cerca de 2 mil participantes, na Ponta Negra

O evento arrecadou aproximadamente cinco mil itens alimentícios, que serão repassados a abrigos voltados aos venezuelanos refugiados na capital

Manaus – A Corrida e Caminhada Manaus #ComOsRefugiados reuniu cerca de 2 mil participantes na manhã deste domingo (9), no Complexo Turístico da Ponta Negra, zona oeste da capital. O evento arrecadou aproximadamente cinco mil itens alimentícios, que serão repassados a abrigos voltados aos venezuelanos refugiados na capital.

O objetivo da corrida é ajudar os venezuelanos que se refugiaram em Manaus, além de conscientizar a população a respeito da condição dos refugiados, de acordo com o secretário municipal de Assistência Social e Cidadania (Semasc), Dante Souza.

“A gente tem feito o possível para atender melhor essas pessoas. Eles estão em vulnerabilidade e vieram do seu país porque lá está em situação catastrófica. A corrida é para entendermos que existe um problema; são mais de 100 venezuelanos chegando à nossa rodoviária por dia”, disse o secretário.

Cerca de 200 venezuelanos participaram da corrida e um chegou em primeiro lugar: Luís Fernando Rodrigues, 21, que trabalha como ajudante de pedreiro e mora em Manaus há seis meses.

Com sotaque carregado, o venezuelano agradeceu a receptividade amazonense. ”É triste a realidade que todos os venezuelanos estão passando em nosso país. E é muito motivador todo o apoio que estamos recebendo em Manaus. Fico contente com o resultado e satisfeito com o meu desempenho”, afirmou Luís.

A primeira colocada entre as mulheres, a acadêmica Raynielle Silva, 20, contou que participa de corridas pedestres há um ano. “Eu acho muito importante essa questão da solidariedade. E é muito gratificante você chegar em primeiro (lugar), e eu que estou correndo há pouco tempo já estou conseguindo vários pódios”, disse a jovem.