Manaus FC empata e está na final do primeiro turno do Campeonato Amazonense

Partida desta quarta-feira entre o Gavião do Norte e o Fast terminou em 1×1. Nesta quinta-feira (27), o Manaus FC conhecerá o seu adversário na final: Amazonas ou Nacional

Manaus – Com a vantagem do empate, o Manaus FC garantiu 1 a 1, no minuto final do duelo contra o Fast Clube, na noite desta quarta-feira (26), na Arena da Amazônia, zona centro-oeste da capital. A partida teve um público modesto de 832 pagantes.

A partida teve um início eletrizante (Foto: Yago Frota/GDC)

Nem mesmo a chuva acalmou os ânimos das torcidas que, por pouco, não iniciaram uma briga. Os dirigentes do Rolo Compressor, revoltados com a arbitragem, iniciaram um tumulto, onde os policiais tiveram que fazer a segurança do quarteto de arbitragem.

Agora, o Manaus FC espera o vencedor da partida desta quinta-feira (27), entre Amazonas FC e Nacional FC, que será às 20h30, na Arena da Amazônia. A final está marcada para este domingo (1/3), às 16h, no mesmo local.

O jogo

Como esperado de uma semifinal, o jogo já começou eletrizante. No primeiro minuto, o Manaus já mostrou a sua força, Caique cruzou da esquerda, Mateus Oliveira tentou o voleio, mas a bola foi fraca e parou nas mãos do goleiro Rangel.

(Foto: Divulgação/Manaus FC)

Depois disso, o jogo ficou disputado no meio campo, inclusive, com polêmicas envolvendo a arbitragem. As duas equipes criavam jogadas perigosas, mas não conseguiam finalizar. O Fast assustou somente aos 26 minutos. Em confusão na área do Gavião do Norte, Railson apareceu na linha de fundo e conseguiu cruzar, mas a bola passou na frente do gol esmeraldino e nenhum atacante do tricolor conseguiu chegar nela.

O Rolo Compressor aproveitava as bolas paradas com Sarôa e Caliari, mas o arqueiro Jonathan impedia os tentos. Já o Manaus conseguiu outra boa oportunidade aos 39 minutos do primeiro tempo. Igor cruzou pela direita, Gabriel Davis ajeitou de peito para Mateus Oliveira chutar, mas ele foi travado na hora ‘H’. Na sobra, Derlan experimentou de fora da área, a bola bateu na trave e saiu. Fim do primeiro tempo.

Já na volta do intervalo, mais uma vez o Manaus FC voltou pressionando. Tanto que, aos quatro minutos, Mateus Oliveira puxou o contra ataque e foi derrubado na área pelo zagueiro Caliari, que era o último jogador e é expulso. Na cobrança, Hamilton cobrou no canto esquerdo de Rangel, que fez uma ótima defesa.

A partida volta a ficar equilibrada. O Fast apostando nas bolas paradas e o Gavião do Norte perdeu a inspiração e não conseguiu criar oportunidades de abrir o marcador.

O jogo começou a ficar muito faltoso. O preparador físico do Manaus FC, Murilo Vasconcelos, foi expulso por reclamação excessiva, já com 40 minutos do segundo tempo.

Já nos acréscimos o Fast conseguiu abrir o marcador. Após escanteio do lado esquerdo, Paulinho completou de cabeça para dar a classificação para o tricolor. Mas, no minuto seguinte, veio o gol de empate do Manaus FC. Igor cruzou da direita e Spice fez o desvio e empatou a partida, dando a classificação sofrida para o Gavião do Norte.

Anúncio
Anúncio