Marquinhos lamenta baixas na Seleção e pede atenção especial com Cavani e Suárez

A Seleção brasileira enfrenta o Uruguai na terça-feira (17) com mais mudanças no elenco. Guilherme Arana e Thiago Galhardo foram convocados para completar o time

São Paulo – O Brasil enfrenta o Uruguai na terça-feira (17), às 20 horas, em Montevidéu, pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. Escolhido para a coletiva de domingo (15), o zagueiro Marquinhos alertou para a necessidade de atenção especial na marcação de Cavani e Suárez, as duas estrelas da equipe adversária.

“São duas feras do futebol, a gente sabe o quanto já proporcionaram para a seleção uruguaia e para o futebol, já vi de perto o que esses dois podem fazer juntos. Tem que estar ligado, jogar com muito cuidado, muita excelência. Sempre trabalhando e focando. Focamos no coletivo bastante, como anular esse jogadores coletivamente antes de individualmente”, apontou o defensor.

Zagueiro Marquinhos da Seleção brasileira (Foto: Divulgação / CBF)

Marquinhos foi companheiro de Cavani por várias temporadas no Paris Saint-Germain e elogiou o atacante, hoje no Manchester United, que é “muito decisivo” e precisa de poucas chances para marcar.

“Para mim foi muito bom trabalhar com Cavani. Era um centroavante que nos treinos sempre tinha o “um contra um”, tinha que prestar bastante atenção no que ele faria, era muito bom. Sempre tentava anular. Cavani é um tipo de jogador que é muito decisivo, que se doa muito para o time, o que ele faz pela seleção é impressionante, joga em todos os lados do campo e se doa ao máximo em campo. É muito perigoso dentro da área, temos que estar 100% focados, pois no mínimo erro ele vai aproveitar e marcar gol”, analisou.

Depois de vencer a Venezuela na última sexta-feira (13), por 1 a 0, a Seleção brasileira enfrenta o Uruguai com mais mudanças no elenco. Guilherme Arana e Thiago Galhardo foram convocados. Pedro foi cortado, com lesão muscular, e Alex Telles voltou a ser testar positivo para a Covid-19 mais de 15 dias depois de ser diagnosticado com a doença enquanto estava treinando no Manchester United. O lateral-esquerdo passará por um novo exame e, se o resultado for positivo, será o nono jogador desconvocado Além dos citados, a lista de desfalques tem Neymar, Philippe Coutinho, Fabinho, Casemiro, Eder Militão, Rodrigo Caio e Gabriel Menino.

“A gente está vivendo uma temporada atípica em relação a todas que já participamos antes. O calendário está muito puxado, estamos tendo muitas lesões e a pandemia também vem atrapalhando a convocação e os clubes também. Temos que estar atentos. Vamos tentar seguir nosso padrão, a seleção é sempre muito bem servida de muitos jogadores. Os desconvocados procuraram fazer um excelente trabalho, o Tite nos pede bastante para nos prepararmos todos da melhor maneira possível. Fazer bom trabalho e manter padrão. Os que entraram tentam aproveitar as oportunidades”, concluiu Marquinhos.

Anúncio