Polícia encerra buscas por avião desaparecido com jogador Emiliano Sala

A aeronave com Sala desapareceu, nesta segunda-feira (21), sobre o Canal da Mancha, entre o norte da França e o sul da Grã-Bretanha

São Paulo – As buscas pelo jogador de futebol Emiliano Sala e pelo piloto David Ibbotson foram encerradas, nesta quinta-feira (24), no terceiro dia de buscas, depois que as equipes de resgate não conseguiram encontrar o avião com os dois. A polícia da ilha Guernsey informou que as equipes de resgate “não estavam mais procurando ativamente” pelo avião.

“Apesar dos melhores esforços de recursos aéreos e de busca das Ilhas do Canal, do Reino Unido e da França… não conseguimos encontrar nenhum rastro da aeronave, o piloto ou o passageiro. Revisamos todas as informações disponíveis para nós, além de saber que equipamento de emergência estavam a bordo e tomamos a difícil decisão de encerrar a busca”, informou o capitão David Barker, o chefe das operações.

À BBC News, ele disse: “Entendo que a família de Emiliano Sala não está contente com a decisão de parar a busca e entendo perfeitamente isso. Estou absolutamente confiante de que não poderíamos ter feito mais nada”.

O jogador Emiliano Sala (Foto: Divulgação)

Entenda o caso

A aeronave com Sala desapareceu, nesta segunda-feira (21), sobre o Canal da Mancha, entre o norte da França e o sul da Grã-Bretanha. O avião Piper PA-46 desapareceu do radar a 20 quilômetros da ilha Guernsey, após decolar da cidade francesa de Nantes para Cardiff, no País de Gales, onde Sala iria integrar o elenco da equipe na disputa do Campeonato Inglês. Sala foi contratado em uma negociação de US$ 19 milhões (cerca de R$ 72,2 milhões).

Nesta terça-feira (22), autoridades responsáveis pelas operações de busca disseram que não esperavam encontrar sobreviventes – o nome do piloto é David Ibbotson, britânico de 60 anos. Na quarta (23), a imprensa argentina divulgou um áudio, enviado por Sala a um grupo de amigos nas redes sociais.

“Estou aqui em cima, em um avião que parece que está a cair os pedaços e estou indo para Cardiff logo pela manhã”, disse, em um dos trechos do áudio, que foi divulgado pela imprensa argentina. “Se em uma hora e meia não tiver novidades minhas, não sei se vão mandar alguém me buscar, porque não vão me encontrar mas… já sabe. Deus! Que medo eu tenho”, desabafou, em outro trecho do áudio.

Em sua carreira, Sala praticamente só atuou no futebol francês. Ele deixou a Argentina ainda na juventude para reforçar a base do Bordeaux. Após ser promovido ao time principal do clube, passou a ser emprestado para times menores, até se transferir para o Nantes, em 2015.