Pressão faz Fifa adiar discussão sobre Copa do Mundo a cada 2 anos

Entidade máxima do futebol mundial busca marcar nova data para discutir sua proposta, mesmo com grande oposição

São Paulo – A Fifa decidiu, nesta quarta-feira (20), desacelerar a sua proposta de transformar o intervalo das edições de Copa do Mundo em dois anos, ao contrário do que é feito desde 1930, com quatro anos entre cada disputa da grande competição de seleções.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa do presidente da Fifa, Gianni Infantino. O executivo anunciou que uma reunião será feita no dia 20 de dezembro deste ano com todas as federações, associações e outras partes interessadas. Anteriormente, o encontro online iria acontecer no dia 30 de setembro.

Gianni Infantino, presidente da Fifa (Foto: Divulgação/Fifa)

“No dia 20 de dezembro poderemos ter uma solução de consenso. É claro que tenho minhas opiniões e minha visão, mas eu quero o consenso, o diálogo. É normal a gente dar um passo à frente, depois um passo atrás”, disse Gianni Infantino.

Na reunião de dezembro, serão apresentadas propostas para a mudança geral no calendário do futebol a partir de 2024. A Fifa espera apresentar um estudo de viabilidade para os participantes do encontro.

Recentemente, a Fifa, que já enfrenta uma grande oposição em sua proposta, recebeu críticas por parte de Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, e de Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol. As duas federações poderiam até mesmo se unir para a disputa de uma Nations League entre europeus e sul-americanos.

“As discussões foram acaloradas, mas isso é normal. E tem a ver com o fato de que não estamos acostumados a discutir estes assuntos”, falou o presidente da Fifa em coletiva.

Anúncio