Rossini faz 2 e Gavião empata com Brusque

Camisa 10 do Manaus FC ‘acabou’ com a defesa catarinense ao marcar dois gols de cabeça, no empate por 2 a 2, ontem, no Augusto Bauer

Manaus – OManaus FC mostrou a sua força, mais uma vez, jogando fora de casa. Ontem, o Gavião do Norte empatou pelo placar de 2 a 2 com o Brusque-SC, no estádio Augusto Bauer. O duelo foi válido pelo jogo de ida da decisão do Campeonato Brasileiro da Série D. Nem mesmo com a casa cheia, quase 5 mil torcedores presentes, o ‘Bruscão’ conseguiu triunfar, o que, até então, vinha sendo uma tônica atuando em seus domínios na competição.

Após um primeiro tempo ‘burocrático, de poucas oportunidades, os gols só saíram nos 45 minutos finais. Os catarinenses assinalaram primeiro com Júnior Pirambú e Zé Mateus, aos 03 e 09 minutos. Para o Esmeraldino amazonense, Rossini foi o nome do jogo ao marcar duas vezes de cabeça, aos 17 e aos 36 minutos. Por suspensão, Rossini e Hamilton estão de fora do jogo da volta, no domingo, 18 de agosto, às 15h (de Manaus), no estádio Arena da Amazônia. Uma vitória simples garante a taça inédita de campeão ao time amazonense.

Empurrado pelos quase 5 mil torcedores, o Brusque alugou o campo manauara nos primeiros 15 minutos. O que fez o Gavião se defender das bolas cruzadas e dos tiros de fora da área de Edilson e de Tiago Henrique. Mas, a pressão inicial passou. Até que o Manaus equilibrou o confronto ameaçando, também, o gol quadricolor com Rossini e Hamilton. Foi desta maneira durante os primeiros 45 minutos de jogo.

Na volta do intervalo, o time catarinense manteve as investidas pelas laterais, porém, com um reforço maior pelo meio, com Romarinho. O Centroavante Junior Pirambú era o homem mais perigoso do Brusque. Tanto que o primeiro gol saiu de um ato de oportunismo de sua parte. Aos 03, Romarinho chutou forte de fora da área, na defesa, Jonathan espalmou nos pés de Pirambú: 1 a 0.

O Manaus se mostrou assustado com o tento. E, aos 09, Igor saiu jogando errado pelo time amazonense, Zé Mateus aproveitou a falha do defensor e chutou forte de fora da área para ampliar: 2 a 0. Entretanto, o iluminado Rossini apareceu, e acabou com a defesa adversária marcando dois gols de cabeça.

O primeiro aos 17 minutos, após linda jogada do capitão Derlan pela direita de ataque e cruzamento na medida para a conclusão do camisa 10 amazonense, diminuindo o marcador: 2 a 1. O gol assolou a equipe catarinense que bateu cabeça. Todavia, quem apareceu foi Rossini, o destruidor da zaga quadricolor. Aos 36 minutos ele aproveitou levantamento na pequena área do goleiro Dida e apenas testou no seu canto esquerdo, empatando para o Gavião do Norte: 2 a 2. Romarinho, do Brusque, ainda foi expulso.

“Fizemos um bom jogo, muito equilibrado… Infelizmente, no segundo tempo, tomamos dois gols, mas a equipe mostrou o seu valor…o empate, está de bom tamanho”, disse Rossini.