UEFA Champions League: uma recapitulação dos quatro sucessos da Casemiro na European Cup

Caso Liverpool vença, será o 7º título na Champions League caso contrário, será o 14ª do Madrid

Manaus – A final da Champions League está no horizonte, e com o Liverpool, time da Premier League, pronto para marcar o gol do Real Madrid no dia 28 de maio, é garantido o título brasileiro da European Cup quando o árbitro apita o final no Stade de France, em Paris.

O Liverpool é o favorito para o título com esta casa de aposta, o que significaria um segundo sucesso na principal competição de clubes da Europa para Alisson, Roberto Firmino e Fabinho depois de vencerem o Tottenham Hotspur em 2019, mas o Madrid deve proporcionar uma dura oposição.

Caso Liverpool vença será a sétima vitória do na Champions League ou uma 14ª do Madrid (Foto: Arquivo)

Naturalmente, uma vitória do Los Blancos significaria uma primeira medalha de campeão da Champions League para Éder Militão, Rodrygo e Vinícius Júnior, enquanto Marcelo e Casemiro ampliariam seu recorde como os brasileiros mais condecorados do torneio com cinco títulos.

Embora Marcelo tenha tido que ficar de olho no banco durante a maior parte desta temporada, Casemiro continua sendo uma parte crucial do meio-campo de Carlo Ancelotti e poderia ser um dos criadores de diferença caso o Los Blancos perturbasse as apostas do Liverpool x Real Madrid na França.

Então, enquanto esperamos para saber se será uma sétima vitória do Liverpool na Champions League ou uma 14ª vitória do Madrid, vamos dar uma olhada nos quatro triunfos de Casemiro.

2013/14: Atlético de Madrid

A final da Champions League de 2013/14 foi a primeira do Real Madrid em mais de 10 anos, e foi justamente contra seu rival Atlético Madrid, mas quase terminou em derrota. Diego Godín havia dado ao Atléti a liderança no primeiro tempo e foi somente aos 93 minutos que o Madrid conseguiu encontrar um empate, graças a Sergio Ramos.

A partir daí, as comportas se abriram para Los Blancos, com Gareth Bale, Marcelo e Cristiano Ronaldo marcando todos no segundo período de tempo adicional, pois acabaram vencendo por 4 a 1 o triste Atlético de Madrid de Diego Simeone.

2015/16: Atlético de Madrid

Dois anos mais tarde, e uma mudança de empréstimo para o Porto e Casemiro foi marcada para outra final da Champions League de Madri, desta vez no San Siro, em Milão. Ramos foi novamente um espinho no time do Atléti, abrindo o placar aos 15 minutos, mas desta vez foi o time de Simeone que empatou tarde – Yannick Carrasco forçando o tempo extra.

O Atlético de Madri também não se desmoronou nos 30 minutos adicionais, segurando o placar quando o jogo se encaminhava para uma disputa de pênaltis. Mas foi o Real que venceu dos pênaltis, com Marcelo marcando um dos cinco pênaltis de sua equipe, já que a falta de Juanfran se mostrou crucial.

2016/17: Juventus

A final da Champions League de 2016/17 provou ser um pouco mais direta para o Real Madrid. Os locais de apostas haviam previsto que a equipe de Zinedine Zidane conservaria seu troféu contra a gigante italiana Juventus, mas poucos teriam adivinhado que seria tão rotineiro para Madri.

Os gols de Ronaldo e Mario Mandžukić se anularam nos primeiros 45 minutos, mas o Madrid fugiu com ele no segundo tempo.

Um gol de Casemiro por 2-1 aos 15 minutos do segundo tempo e Ronaldo deu aos Los Blancos uma vantagem de dois gols logo em seguida. Marco Asensio marcou o quarto gol de Madri aos 90 minutos.

2017-18: Liverpool

No segundo encontro entre Liverpool e Real Madrid em uma final da Champions League, talvez não houvesse tanto para separar esses dois lados como o placar de 3-1 sugeria. Sem gols no intervalo, Mohamed Salah foi forçado a sair depois de uma aproximação, e Ramos foi o maior ponto de conversa do primeiro tempo.

Mas tudo isso mudou nos segundos 45 minutos. O erro de Loris Karius deu a Madrid a liderança através de Karim Benzema, mas Sadio Mané empatou poucos minutos depois. Em seguida, aumentou Gareth Bale. O galês marcou um impressionante chute de cabeça aos 63 minutos e fez 3 a 1 de longa distância quando Karius cometeu um erro novamente.

Anúncio