Webinário debate PCD’s no futebol

A iniciativa coloca na ponta da chuteira a intenção de eliminar todas as dificuldades para que as pessoas com deficiência tenham no esporte um meio de inclusão

Brasília – Com o tema Futebol Sem Barreiras, as pessoas com deficiência entraram em campo no nono webinário do projeto Integra Brasil, realizado nesta quarta-feira (9). A iniciativa coloca na ponta da chuteira a intenção de eliminar todas as dificuldades para que as pessoas com deficiência tenham no esporte um meio de inclusão.

A transmissão iniciou às 13h30 (de Manaus) pelas redes sociais do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) no Facebook e o canal no Youtube da pasta.

(Imagem: Reprodução)

“Tivemos uma pauta bacana. Tratamos de muitas modalidades paralímpicas e abordamos a paralisia cerebral, nanismo, amputados, surdos e cegos. O esporte é um meio de inclusão que nos torna conhecidos. Nós entramos para ser campeões”, destacou a secretária nacional de direitos da pessoa com deficiência, Priscilla Gaspar.

O evento foi promovido em uma parceria entre a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNDPD), do MMFDH e as secretarias Nacional de Futebol e Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania.

Estiveram presentes a ministra Damares Alves, titular do MMFDH, a titular da SNDPD, Priscilla Gaspar, o secretário nacional de futebol, Ronaldo Lima, e o secretário especial do esporte, Marcelo Magalhães.

O projeto

Lançado em 2019 pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), pelo Ministério da Cidadania e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – em parceria com clubes de futebol, universidades e governos municipais e estaduais –, o Integra Brasil promove ações de inserção em campo e eventos temáticos em regiões de vulnerabilidade social para o enfrentamento de graves violações de direitos humanos.

O projeto também amplia o acesso e o alcance da prática esportiva no país e contribui para a prevenção do uso de álcool e outras drogas nos diversos espaços e ambientes esportivos. Além da paz no futebol, trata de temas como racismo, inclusão de pessoas com deficiência, direitos da criança e do adolescente, esporte como instrumento de inclusão social, combate à discriminação da mulher, entre outros.

Os seminários promovidos pelo projeto têm o objetivo de sensibilizar quanto às violações de direitos humanos, à defesa dos direitos do torcedor, à educação em antidopagem e aos valores do espírito esportivo. Também buscam a prevenção ao uso de álcool e outras drogas nos diversos espaços e ambientes esportivos.

Anúncio