Aviões fazem pousos de emergência na Europa por ameaças de bomba

Aeronaves de companhias de baixo custo partiram da Polônia; uma delas chegou a ser escoltada por caças húngaros

São Paulo – Dois aviões que partiram de aeroportos da Polônia precisaram fazer pousos de emergência, neste domingo (22), por causa de ameaças de bomba a bordo. As duas aeronaves, que pertencem a companhias de baixo custo da Irlanda e dos Emirados Árabes Unidos, aterrissaram em segurança na Europa, e a polícia não localizou os artefatos em nenhuma delas.

(Foto: Tom por Pixabay)

O primeiro caso ocorreu com um voo da Ryanair, que saiu de Katowice, na Polônia, às 14h22 no horário local para uma viagem de quase 1.500 km até Atenas, na Grécia. O avião chegou a ser escoltado por caças da Hungria, desde a Macedônia do Norte, depois que uma ameaça de bomba foi detectada a bordo.

A aeronave pousou no aeroporto El. Venizelos, em Atenas, em segurança. “Todos a bordo estão bem e seguros”, disse a porta-voz do aeroporto, Elena Dimopoulou, depois que todos desembarcaram e foram averigados. Segundo ela, o próprio piloto declarou a possibilidade de existir uma bomba dentro do avião.

Os caças F-16 fizeram a viagem da Macedônia do Norte até a Grécia ao lado do Boeing 737-800. Na chegada, a brigada de incêndio, uma divisão especial das forças policiais, estavam na pista do terminal, em Atenas, para fazer a primeira aproximação em terra. O pente-fino nos passageiros foi rigoroso, sendo que todas as bagagens foram deixadas dentro do avião.

Ameaça de bomba a bordo

O outro caso também aconteceu com um avião que partiu da Polônia. Trata-se do voo FZ1830, da companhia de baixo custo dos Emirados Árabes Unidos FlyDubai, que faria o trajeto entre Varsóvia, capital polonesa, e Dubai em cerca de 5h25. Quando sobrevoava a Eslováquia, a aeronave reportou o risco de explosão a bordo e desviou a rota para Cracóvia, também na Polônia, onde pousou.

O aeroporto fechou para atender à ocorrência, e todos os passageiros desembarcaram no local. O Boeing 737 MAX 8 pousou em segurança. Em nota, a empresa dos Emirados Árabes Unidos informou que “o voo FZ 1830 de Varsóvia para Dubai de 22 de janeiro desviou para Cracóvia como precaução de uma potencial ameaça à segurança”.

“O avião foi inspecionado de acordo com as regras das autoridades locais para cumprir os protocolos de segurança. Foi um alarme falso. Estamos trabalhando para recolocar nossos passageiros em rota para o destino final”, encerrou o comunicado.

Anúncio