Cachorro com coronavírus é sacrificado nos Estados Unidos

O animal tinha um problema crônico de saúde anterior à Covid-19, o que agravou o quadro

Um cachorro infectado pelo novo coronavírus teve de ser sacrificado nos Estados Unidos. De acordo com a Universidade Clemson, que acompanhava o caso de perto, o animal tinha um problema crônico de saúde anterior à Covid-19, o que agravou o quadro.

(Foto: Reprodução)

De acordo com informações fornecidas pela universidade, um veterinário particular decidiu testar o animal depois que um de seus proprietários testou positivo para o novo coronavírus.

“Com base no conhecimento atual, continua não tendo evidências de que os animais de estimação tenham um papel significativo na disseminação do SARS-CoV-2 para as pessoas”, disse o Dr. Boyd Parr, veterinário e diretor da Clemson Livestock Poultry Health.

De acordo com o governo norte-americano, o cachorro sacrificado era um dos 13 animais que foram infectados no país. A lista inclui um leão e um tigre.

A pandemia do novo coronavírus tem desenhado um outro cenário perigoso relacionado aos animais: estima-se que o abandono de animais de estimação aumentou 30% durante a crise sanitária.

Anúncio