Cidade recria a queda do avião da Chapecoense e revolta moradores; VEJA

Prefeito de La Union, na Colômbia, colocou a réplica como ‘homenagem’ e ‘pensando nos brasileiros’ que iriam visitar o local do acidente

Colômbia – No dia em que o trágico acidente da Chapecoense completa sete anos, a cidade de La Union escolheu um detalhe para a decoração de natal que causou revolta nos moradores e nas redes sociais: uma réplica, feita de alumínio, do avião da tragédia, que aconteceu em 2016.

(Foto: Reprodução / Twitter @ motta0909)

A “obra” seria uma “homenagem” as 71 pessoas mortas no acidente. Segundo o prefeito da cidade, Edgar Osorio, a réplica da aeronave da LaMia foi colocada na praça pensando “nos nossos irmãos brasileiros. Temos a memória do acidente na terça-feira e sei que muitos deles estarão aqui”.

Muitos brasileiros vão até La Union porque o acidente aconteceu no município, na montanha de Cerro El Gordo, rebatizada de Cerro Chapecoense. A cidade é vizinha de Medellín, que era o destino do avião.

Brasileiros e colombianos se revoltaram com a “homenagem” e a prefeitura optou por remover a réplica.

“As decorações de Natal nunca tiveram a intenção de ferir a sensibilidade das pessoas, mas compreendemos o desconforto que causaram e por isso apresentamos as nossas desculpas e procederemos a sua remoção”, afirmou o prefeito.

A cidade tirou o avião e manteve as outras homenagens às vítimas, como um evento religioso e atos institucionais.

Vale lembrar que, dos 71, apenas seis pessoas sobreviveram à queda do avião, sendo três jogadores da Chapecoense, um jornalista e dois comissários. O acidente foi causado por uma pane por falta de combustível — planejamento incorreto do voo.

Anúncio