Colegiado de calvos decreta: chamar um homem de ‘careca’ é assédio sexual

A decisão foi tomada por um colegiado composto por calvos

Inglaterra – Um tribunal de West Shire, na Inglaterra, passou a considerar que o termo “careca” dirigido a um homem é assédio sexual, equivalente ao comentário feito sobre os seios de uma mulher. A decisão, tomada por um colegiado composto por calvos, surgiu após ação trabalhista movida pelo ex-funcionário de uma empresa, que também sofre de alopécia.

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Tony Finn, como o requerente foi identificado, alegou que ter sido chamado de “careca de merda” por um supervisor chamado Jamie King gerou nele um constrangimento com conotação sexual.

Conforme reportado pelo tabloide britânico Daily Mail, o juiz que decretou a sentença defendeu que “é muito mais provável que uma pessoa que recebe um comentário sobre os seios seja uma mulher”.

“Assim também, é muito mais provável que uma pessoa que recebe uma observação como a feita pelo Sr. King seja do sexo masculino”, pontuou.

A atitude do supervisor acabou classificada pelo tribunal como “uma violação da dignidade do reclamante”, além de ter criado “um ambiente intimidador para ele”.

“Foi feito para esse propósito, e está relacionado com o sexo do requerente”, concluíram os magistrados.

Anúncio