Corpo de mulher é encontrado sem roupa dentro de saco plástico na Grécia

Um homem de 32 anos está detido, por suspeita de ter cometido o crime

Grécia- O corpo de Anastasia Patricia-Rubinska, uma polonesa de 27 anos que estava desaparecida desde o dia 12 de junho, foi encontrado em um pântano próximo à casa de um suspeito do crime.

(Foto: Reprodução/ Twitter)

Um homem de Bangladesh, de 32 anos, foi supostamente a última pessoa a encontrá-la no dia de sua morte, de acordo com imagens de câmeras de segurança.

Anastasia havia se mudado de Wroclaw, uma cidade no oeste da Polônia, para a Grécia, para trabalhar como garçonete durante as férias. Ela estava morando em Kos há mais de um mês antes de desaparecer.

A vítima deveria encontrar seu namorado no dia que desapareceu, depois de uma festa, mas nunca chegou ao encontro. As autoridades acreditam que ela tenha sido sequestrada pelo homem de Bangladesh no caminho.

O suspeito admitiu ter tido contato e relações sexuais com a vítima. A polícia ainda não conseguiu determinar se o ato foi consensual.

No domingo, o corpo de Anastasia foi encontrado dentro de um saco plástico, sem roupas, enrolado em um lençol, em uma área pantanosa na região de Alykes, na Grécia. O homem nega as acusações de assassinato.

A imprensa local relatou que mechas de cabelo loiro, uma camisa manchada e uma passagem aérea comprada após o desaparecimento da vítima foram encontradas na residência do suspeito, de identidade não revelada.

O corpo de Anastasia continha sinais de luta, e o homem tinha marcas de arranhão. Os pertences do suspeito e o telefone celular da vítima, encontrado sem cartão SIM em uma estrada remota, foram enviados para testes.

Investigações iniciais indicam que a mulher foi morta por estrangulamento. Além do principal suspeito, um segundo envolvido, colega de quarto do bangalês, também está sob investigação.

Anúncio