Dezenas de empresários são detidos pela maior fraude fiscal da história do Chile

Organização sonegou cerca de R$ 1,33 bilhão em impostos nos últimos anos por meio da emissão de notas fiscais falsas

Chile – Cinquenta e cinco empresários foram presos no Chile sob a acusação de organizar uma rede para sonegar impostos no valor de cerca de US$ 270 milhões (R$ 1,33 bilhão, na cotação atual), na maior fraude tributária já descoberta no país, informaram as autoridades nesta sexta-feira (15).

(Foto: Freepik)

A organização fraudou o Estado nos últimos anos por meio da emissão de notas fiscais falsas.

Os empresários terão de responder por associação criminosa e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, como líderes do esquema, detalhou o Ministério Público em um comunicado à imprensa.

No âmbito da operação contra essa rede, a polícia realizou buscas em 90 residências em 10 das 16 regiões do Chile na última quinta-feira (14).

A investigação começou em 2016, quando o SII (Serviço de Impostos Internos) detectou que um grupo de empresas de médio porte emitiu documentos fiscais falsos para sonegar impostos.

Não foram fornecidos detalhes sobre as identidades dos acusados, nem das empresas envolvidas.

Anúncio