Equipamento de proteção impede jovem de enxugar as lágrimas ao ver pai morrer de Covid-19

A filha conta que recebeu permissão da equipe médica para visitar o pai na UTI, antes dos médicos desligarem o suporte médico que o mantinha vivo

Inglaterra – Laura Waller, de 26 anos, desabafou na rede social logo após presenciar a morte do pai que morreu vítima da Covid-19, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Southend, em Essex, na Inglaterra, dois dias antes do Natal.

Laura conta que recebeu permissão da equipe médica para visitar o pai na UTI, Kevin Waller, 56 anos, antes dos médicos desligarem o suporte médico que o mantinha vivo.

“Sou incapaz de enxugar minhas próprias lágrimas devido à quantidade de equipamento de proteção que tive de usar para entrar na UTI. Mas, pelo menos eu estava lá”, desabafou Laura.

(Foto: Divulgação/ Rede Social)

“A Covid-19 tomou conta do corpo dele, comprometeu os pulmões e provocou insuficiência renal e hepática, apenas cinco dias depois dele ser internado”, conta a jovem.

Desabafo

Ela escreveu em sua rede social que “Por causa desta doença, a minha vó, de 85 anos, perdeu o seu único filho. Eu não terei ninguém para me levar até o altar e uma cadeira da mesa estará vazia”.

Leia mais: Genival Lacerda, de ‘Severina Xique-Xique’, morre aos 89 anos

No final do texto, a jovem ainda fez um apelo: “Da próxima vez que precisarem esperar alguns minutos em uma fila para entrar em um supermercado, não reclame. Quando precisar usar máscara, não reclame. Parem de jogar roleta russa com o vírus. Ele não se importa com você e nem se vai matar a sua família”.