General brasileiro vai liderar investigação na Ucrânia

O general Santos Cruz foi indicado pela Organização das Nações Unidas para a missão

Ucrânia – O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, que é ex-ministro da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), foi escolhido pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, para liderar uma missão de apuração dos fatos na Ucrânia.

(Foto: Arquivo-Exército)

O militar foi escolhido por ter experiência em missões de paz. Ele foi o chefe da missão Monusco, no Congo, lançada para combater grupos terroristas armados na região.

Após tomar conhecimento sobre a escolha de seu nome, o general disse estar honrado.

“Eu tomei conhecimento agora de que o secretário-geral da ONU considerou o meu nome para cumprir uma tarefa na Ucrânia. Eu fico muito honrado e tenho a certeza de que os companheiros que irão também ser selecionados pelas Nações Unidas são pessoas da mais alta qualidade, e isso é uma grande garantia para o nosso trabalho, para que possamos ter um resultado positivo sobre o assunto que vai ser tratado”, disse.

Na Ucrânia, a primeira missão dele vai ser investigar a explosão que deixou 50 mortos na prisão na cidade de Yelenovka.

Anúncio