Novo tratamento promete reverter calvície com injeção de gordura

Técnica incomum remove tecido adiposo da coxa do paciente e pode induzir crescimento capilar, segundo revisão científica

Irã – Uma nova revisão científica aponta uma possível solução para quem sofre de calvície. Segundo conclusão publicada por pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas do Irã no Journal of Cosmetic Dermatology, a injeção de gordura das coxas no couro cabeludo pode reverter a queda de cabelo e fortalecer novos fios.

(Foto: Freepik)

As informações foram publicadas no tabloide britânico Daily Mail.

Segundo o documento, a técnica incomum parece funcionar especificamente bem em casos de alopecia cicatricial, condição que impede permanentemente a produção de novos fios e causa cicatrizes no couro cabeludo.

Mas também promete ser eficaz no tipo mais comum de perda de cabelo, que afeta cerca de metade dos homens com menos de 50 anos.

Para a revisão, foi examinado um estudo com quatro homens e cinco mulheres com calvície, que tiveram gordura removida de suas coxas. Cerca de 20 ml de tecido adiposo foram injetados em seus respectivos couros cabeludos três vezes, em intervalos de três meses.

Seis meses após o tratamento, esses pacientes notaram um aumento significativo na espessura dos seus cabelos, medido pela densidade e pelo diâmetro individual dos fios.

Segundo os autores da revisão, as injeções de gordura podem “induzir o crescimento capilar” e são uma “fonte rica de células-tronco”

Os especialistas acreditam que o tecido adiposo pode ajudar na regeneração capilar e combater a inflamação no couro capeludo, prevenindo danos aos folículos capilares.

Ainda no documento, são descritos tratamentos existentes para a calvície, como transplantes capilares e o uso de microagulhas. Mas muitos têm limitações, afirmam os autores, e novas abordagens são sempre necessárias para um problema médico “debilitante”, que pode ter um “impacto significativo na aparência, autoestima e qualidade de vida dos pacientes”.

Por fim, os efeitos colaterais do tratamento não foram considerados graves e incluem apenas hematomas temporários, dor leve a moderada após a remoção da gordura e queimação leve a moderada e dor após as injeções no couro cabeludo.

Anúncio